Blog

rede-social-corporativa-topo
Comunicação Interna 19.08.2020

Redes Sociais Corporativas: pra curtir, comentar, compartilhar. E engajar!

Com o relaxamento do distanciamento social, muitas empresas devem adotar um sistema de rodízio de colaboradores em seus escritórios nos próximos meses. Outras perceberam que manter a equipe em home office deu certo e devem tornar o trabalho remoto uma realidade permanente, mesmo quando o Coronavírus não for mais uma ameaça.

Independentemente de qual seja a escolha, as organizações notaram que a adoção de redes sociais corporativas pode contribuir para a maior integração entre colaboradores e setores, sejam eles operacionais ou administrativos, potencializando a Comunicação Interna da empresa.

 

Como funciona uma rede social corporativa?

 

Uma rede social corporativa funciona como um hub de conexão de todos os colaboradores. Ao colocar as equipes para utilizar uma ferramenta como essa, a empresa pode criar grupos de trabalho e discussão, postar comunicados e políticas, incorporando a plataforma à processos de trabalho.

Uma das principais vantagens é que as redes sociais são familiares. Elas já fazem parte do dia a dia de muitos colaboradores, que compartilham textos, fotos e vídeos no Facebook, Instagram, Linkedin e no Twitter, entre outras plataformas.

As redes sociais corporativas são muito similares e, assim como as “irmãs mais velhas”, têm na publicação de conteúdo próprio e no protagonismo dos usuários suas principais características.

Hoje, as ferramentas mais populares são:

 

Workplace

 

workplace-comunicacao-interna-o-que-e

 

Desenvolvida pelo Facebook, é muito similar à principal rede social de Mark Zuckerberg e conta com uma timeline onde os últimos posts podem ser vistos, curtidos e comentados. Também conta com recurso para a análise de métricas de uso e permite a criação de grupos de trabalho, além da utilização de chats. Para contar com ela no dia a dia de sua empresa, separamos um artigo super completo sobre a plataforma que você pode acessar aqui.

 

Yammer

 

yammer-rede-social-corporativa

 

Pertencente à Microsoft, a ferramenta integra o Office 365, o que facilita a sua adoção. Sua interface lembra a de outras redes sociais e permite a publicação de posts, curtidas e comentários nas publicações de outras pessoas. Assim como o Workplace, a rede dá a possibilidade de criar grupos de trabalho fechados, recurso que pode ser adotado por equipes para tratar de temas específicos de suas áreas.

Tanto o Yammer quanto o Workplace estão disponíveis para iOS e Android, o que facilita a adoção em empresas que têm um grande número de colaboradores fora do escritório.

 

Como implantar uma Rede Social Corporativa?

 

Tornar a implantação das redes sociais um sucesso pode ser um desafio em um primeiro momento. A dica é deixar a produção nas mãos da área responsável pela comunicação interna da empresa, que pode estimular a participação dos demais por meio de campanhas, incentivando os colaboradores a produzirem e compartilharem conteúdos próprios nesses ambientes.

Também é possível identificar quais profissionais da empresa têm maior influência ou interesse por comunicação e contar com o apoio deles para engajar os demais colaboradores no uso das redes sociais corporativas, a partir de publicações nas ferramentas.

Por fim, a adoção de uma lista de “do’s and dont’s” pode ser útil para evitar posts relacionados a política e futebol, que têm grande potencial para a polêmica, ou a divulgação dede piadas que podem ser consideradas ofensivas por parte dos colaboradores.

 

[CASE] As “Rodas de Empatia” da Novartis

 

Além de marcar presença no Instagram, Facebook, Youtube e Linkedin, a Novartis Brasil adotou o Yammer como rede social corporativa. 

“Acreditamos que esse é o canal preferencial para gerar conexão e colaboração, enquanto as redes sociais externas colaboram gerando o senso e orgulho de pertencimento”, conta Claudia Dias, gerente de comunicação da empresa.

Ela explica que o conteúdo disponibilizado nesses espaços permite que o colaborador construa o seu próprio significado, inserindo a informação dentro de seu contexto, fazendo conexões individuais e de grupo.

“Esse exercício facilita empoderamento do profissional em seu papel de embaixador da marca, promovendo, inclusive, conteúdos importantes relacionados à saúde da população”, explica.

Claudia conta que internamente, a Novartis criou o programa Rodas de Empatia, no mês de março, junto ao início da pandemia do coronavírus.

A iniciativa visa estabelecer um canal de apoio emocional e informação qualificada ao colaborador do Grupo Novartis frente aos novos dilemas do dia a dia em isolamento social. Realizado sempre às terças, quartas e quintas-feiras, no final do dia (às 17h), o programa contempla sessões virtuais com palestrantes internos ou externos para dialogar sobre temas indicados pelos colaboradores em tempos de pandemia.

“As pautas exploradas no programa Rodas de Empatia são identificadas e discutidas em um Comitê Editorial composto por 13 colaboradores, formando uma rede de conexões qualificada e com representatividade de personas existentes na companhia”, conta Claudia.

 

Diversidade e pluralidade

Este grupo reúne funcionários de diversos perfis, histórias, localidades, circunstâncias familiares e momentos de empresa que, juntos, estruturam a pluralidade de temas a serem abordados de acordo com as personas existentes na companhia.

Com isso, é possível abordar temas diversos, como dicas financeiras em momentos de incerteza, orientações para educação em casa, recomendações para limpeza doméstica e saúde mental.

“Realizamos mais de 60 sessões, com mais de 2.300 participações no período. O programa vem obtendo resultados extremamente positivos em aceitação dos colaboradores, tanto pela qualidade do conteúdo oferecido (avaliação média de 9,6) bem como pela leveza da experiência, aproximando pessoas com interesses e histórias semelhantes”, destaca a gerente de comunicação da Novartis.

 

Bônus

 

Saiba mais sobre as “Rodas de Empatia” da Novartis assistindo um webinar que realizamos em parceria com a Aberje – Associação Brasileira de Comunicação Empresarial. Só clicar aqui!

 

 

Sobre o autor

Comentários:
Fazer um comentário
Deixe um Comentário