Blog

permuta-ou-conteudo-pago-influenciadores
Influenciadores Digitais 30.10.2020

Permuta ou Conteúdo Pago? Qual estratégia com influenciadores a sua marca deve escolher?

Dentre as diversas táticas eficazes utilizadas em marketing de influência, temos aquelas que envolvem pagamento dos influencers e as que estão relacionadas com troca de serviços. Entenda a diferença.

 

O trabalho dos influenciadores digitais já não é mais uma novidade e é reconhecido como uma forma de trazer visibilidade para serviços, produtos, marcas e empresas. Mas, você sabe como contactar esses criadores de conteúdo? Sabe como a parceria pode ser feita? Não se preocupe, porque chegamos para te ajudar. Abaixo, você aprenderá mais sobre duas formas de fechar contrato com os influencers: permuta e conteúdo pago. Confira:

 

PERMUTA

 

Nem toda ação de marketing de influência acontece por meio de publicidade e investimentos financeiros. A permuta também é bastante usada e pode ser uma forma de negócio muito vantajosa para a marca e o influenciador digital. Para quem não sabe, ela funciona quando a empresa oferece produtos ou serviços em troca da criação de conteúdo do influencer, claro, de uma forma benéfica para todos os envolvidos. 

Só que todo esse processo tem que ser feito com responsabilidade, estrutura e contrato definidos. Por isso, comece oferecendo ao criador de conteúdo os pontos mais valiosos do seu produto ou serviço e mostre como suas soluções se encaixam ao que ele ou ela precisam para o dia a dia. Já sobre o acordo, é muito importante que não esquecer de pedir as métricas para analisar a entrega desse influencer, ou seja, o desempenho do perfil e das ações.

 

Um dos principais benefícios é que gera um custo menor para a empresa

 

Então, esse tipo de trabalho pode ser muito interessante, por exemplo, para marcas que possuem um budget reduzido ou por micro e médio empresários. Também é útil para quem está em crise ou se recuperando de uma, além de novas companhias do mercado. Se a empresa está no universo digital há pouco tempo, vale usar a permuta ainda como forma de sentir o comportamento e o engajamento do público que deseja atingir antes de fechar um publipost ou campanha.

Anota aí: antes de iniciar a parceria, é importante que o influenciador digital conheça o seu produto. Por exemplo: se você tem uma empresa de alimentos, separe alguns itens do portfólio e envie para que o creator prove e conheça. O influencer pode não ter uma experiência satisfatória e decidir não seguir com a parceria. O que fazer nesse caso? Como é um direito dele, aproveite para pedir um feedback com todas as impressões.

 

permuta-intelbras
Case Trama – Permuta com Influenciadores Digitais – Intelbras

 

CONTEÚDO PAGO

 

A conexão que os influenciadores digitais criaram com seus seguidores faz com que muitas marcas fiquem de olho neles. Isso porque as recomendações dos creators são vistas como referência na hora das pessoas adquirirem um produto ou serviço. Os consumidores confiam no que eles falam e tudo isso gera valor de marcado.

Por isso, eles possuem preços de acordo com cada tipo de ação. Sua marca pretende pedir um post para um lançamento? Um vídeo no IGTV mostrando algum serviço ou receita? Uma campanha anual com vários produtos? Tudo vai depender do que você precisa. Primeiro, você envia um briefing e depois as negociações de valores, para o que será entregue, começam. Mas, no final, vale a pena. Quer ver?

Para comparar que o impacto da propaganda feita por um influencer é cada vez maior, o Google Consumer Survey de 2018 mostrou que 64% das pessoas têm uma percepção positiva do YouTuber e da marca, quando o anúncio é feito na plataforma. Além disso, 56% disse ter uma visão negativa da celebridade e da empresa, quando a publicidade é feita na TV.

 

Nova forma de fazer propaganda

 

Parece que o jogo virou mesmo. Por quê? A verdade é que os influenciadores digitais revolucionaram a forma de fazer propaganda. Quando eles “vendem” algo, fazem isso ao mesmo tempo que dão dicas e interagem com os seguidores. Em casos de empresas de alimentos, por exemplo, frequentemente os influencers podem ser vistos consumindo os produtos e afirmando o quanto são saborosos e fazem parte do dia a dia.

Só que, dentro desse universo, é importante citar ainda porque os creators usam termos como publi ou ad no conteúdo pago. Além de ser uma forma ética de mostrar transparência aos seguidores, é uma questão legal. Afinal, o CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) pode acionar o perfil e enquadrá-lo, negativamente, no Código de Defesa do Consumidor, assim como o Procon ou o Ministério Público.

Portanto, para minimizar riscos, como bloqueio de conta e multa, basta apenas que o influenciador digital identifique os seus posts publicitários. Não vá esquecer disso no seu contrato e roteiro, hein?!

 

conteudo-pago-seven-boys
Case Trama – Conteúdo Pago com Influenciadores Digitais – Seven Boys

 

E aí? Depois de ler tudo o que pontuamos sobre essas duas estratégias de marketing digital, qual você escolheria? Qual se encaixa melhor no seu objetivo como marca? Conte para nós nos comentários.

 

Sobre o autor

Comentários:
Fazer um comentário
Deixe um Comentário