Você sabe o que é um porta-voz? Como escolhê-lo? Quais características são fundamentais para um executivo se tornar um? Caso não saiba ou ainda tenha dúvidas, estamos aqui para te ajudar.

 

O porta-voz será a cara da empresa! Por isso, é preciso escolher muito bem a pessoa a que será confiada essa tarefa.

 

O que é um porta-voz?

 

O porta-voz nada mais é que o representante da organização, que tem a função de falar em nome da sua empresa ou na qual trabalha, seja nos comunicados oficiais, em entrevistas, notas, durante crises e até mesmo nas redes sociais.

 

Quais são as principais características de um porta-voz?

 

Para definir o porta-voz da empresa, precisamos levar em consideração alguns pontos importantes, que vão desde a sua postura, eloquência ou até mesmo sua vida pública. Listamos abaixo seis características para que um executivo possa ocupar essa posição.

 

  • Expertise sobre a área/assunto: ter conhecimento sobre a área de atuação da empresa, seu negócio, produtos e diretrizes é o primeiro passo para ser um bom porta-voz. Isso é fundamental para mostrar firmeza no momento da resposta e não gerar nenhuma dúvida sobre o tema, assunto ou caso;

 

  • Boa comunicação: como essa pessoa irá atuar como representante da empresa, ter uma boa capacidade de comunicação é imprescindível. Isso garantirá que a emissão das mensagens corporativas aconteça de forma mais objetiva, coesa e assertiva, e evitará ruídos, que podem se transformar em crises;

 

  • Boa expressão: ter uma boa expressão e linguagem corporal adequada é fundamental para manter uma boa imagem pessoal e profissional no momento de entrevistas com a imprensa e posicionamentos junto aos demais públicos. Aliás, esse ponto e o anterior, vale ressaltar que não apenas bons comunicadores natos podem vir a se tornar porta-vozes corporativos. É absolutamente possível aprender a se comunicar e se expressar melhor apostando em treinamentos que preparem o executivo para isso, como os media trainings, por exemplo, que além de ajudar a desenvolver técnicas que favorecem a desenvoltura na comunicação, ainda ensina o porta-voz a trabalhar da melhor forma as mensagens-chave institucionais nas entrevistas e oportunidades similares;

 

  • Capacidade analítica: ter uma visão ampla sobre o que está em pauta e o que vem sendo discutido na sociedade é de extrema importância para um porta-voz. Com essa visão, é possível que o representante consiga agir de forma antecipada e evitar crises, posicionamentos contrários, etc;

 

  • Jogo de cintura: por mais simples que isso pareça, ter jogo de cintura é uma das características mais fundamentais para um porta-voz. É muito comum que durante as entrevistas, os jornalistas façam perguntas que não estamos esperando e essa habilidade pode garantir uma resposta assertiva, sem causar nenhum dano à imagem da empresa;

 

  • Credibilidade: é importante que o porta-voz escolhido tenha uma vida pública pacífica e longe de escândalos, tudo isso para garantir que a vida pessoal do porta-voz e seus posicionamentos sejam convergentes com os da organização – claro que, quando falamos em vida pública, estamos pensando em grandes empresas, principalmente as de capital aberto;

 

Outro ponto importante sé que não necessariamente a pessoa com o maior cargo da empresa será o porta-voz, porque isso não significa que ele tem o maior conhecimento técnico e do setor. Mas, no caso de micro e pequenas empresas, é muito comum que o próprio presidente seja o porta-voz da empresa, e isso não tem nenhum problema, principalmente porque não há ninguém que conheça a empresa melhor que o próprio fundador ou presidente.

 

Por que eleger um porta-voz?

 

Conforme comentado anteriormente, o porta-voz é a pessoa que fala oficialmente em nome da empresa, seja em um pronunciamento, evento oficial, entrevistas e redes sociais.

É de extrema importância que a empresa tenha um rosto oficial e amigável, que atuará como a voz da empresa para a imprensa, seus consumidores e para a sociedade em geral. Além de manter um rosto conhecido perante a opinião pública, será mais fácil garantir sempre o mesmo discurso, que seguirá os valores e pilares organizacionais.

Contar com um porta-voz qualificado irá favorecer a criação e estabelecimento de vínculos entre a organização, imprensa e até mesmo a sociedade em geral. Assim, é possível garantir que tanto o porta-voz, como a empresa, ganhem destaque no mercado, o que impacta positivamente sua imagem organizacional.

Além disso, é importante destacar que, apesar da queda de audiência dos veículos mais tradicionais, como rádio e telejornal, o impacto e sua credibilidade ainda são superiores ao restante das mídias digitais. E esses veículos sempre buscam falar com o porta-voz das empresas.

Ah, caso você queira saber mais sobre o assunto, aqui listamos sete dicas para ser um porta-voz estratégico. Depois de definir o seu porta-voz, você pode ter outras dúvidas sobre os próximos passos, como se sair bem em entrevistas online, a importância de um media training, entre outros.