Blog

Assessoria de Imprensa 17.09.2020

Entrevista Online: dicas fundamentais para se sair bem

Com a chegada da pandemia e a necessidade do distanciamento social, os jornalistas e as assessorias de imprensa precisaram se adaptar a esse novo cenário. Grande parte das rotinas desses profissionais sofreram algumas alterações e atividades passaram a ocorrer de forma remota e 100% digital, em sua grande maioria.

É o caso das entrevistas. Claro que antes algumas já aconteciam dessa forma, principalmente se o veículo fosse impresso ou digital. Mas, no caso das entrevistas para a televisão, isso não era comum e, em muitos casos, essa ideia não era nem cogitada!

Por isso, os jornalistas e assessores de imprensa precisaram pensar em novos formatos e locais para que o evento ocorra da melhor forma, para ambos os lados. Com isso, as plataformas digitais, como Zoom, Microsoft Teams e Skype, por exemplo, ganharam ainda mais importância.

 

Dicas Fundamentais para se sair bem numa Entrevista Online

 

Mesmo que essas plataformas digitais já fizessem parte da rotina desses profissionais para realizar algumas atividades e funções, hoje é impossível não usá-las. Diante disso, é preciso seguir algumas regras para garantir uma boa entrevista online, e tanto faz se essa conversa será exclusiva ou uma coletiva de imprensa, isso já não faz tanta diferença hoje.

Além de ser “bom” em oratória – e estar treinado – há outros detalhes que os porta-vozes precisam se atentar na hora de participar de uma entrevista online.

 

Defina o local e o cenário

Muitas empresas estão adotando o home office 100% e, por isso, há a possibilidade do porta-voz realizar a entrevista diretamente de sua residência. Isso não é problema. Mas para que isso ocorra da melhor forma, você precisa escolher um local e cenário adequados.

Escolha um local que isole os barulhos, como latidos dos animais de estimação ou as brincadeiras dos filhos e parentes. Garanta que esses ruídos não irão atrapalhar a conversa e o andamento da entrevista online. É importante que esse local tenha um cenário agradável, tendo em vista que a câmera do porta-voz sempre estará aberta durante as entrevistas e coletivas.

Opte por locais bem iluminados, de preferência com paredes brancas, pois essas entrevistas podem ser gravadas, principalmente se forem para a televisão.

 

Cuidado com os gestos e jargões!

 

É muito comum que a pessoa que participe de uma entrevista ou até mesmo de uma conversa informal, use e abuse de gestos, seja para explicar melhor ou até mesmo para chamar a atenção de quem está escutando.

É importante que você tenha cuidado com isso durante as entrevistas online. Pode ser que durante a entrevista ou coletiva a internet fique mais lenta e até mesmo acabe travando durante a fala e, dependendo de quando ela trava e do gesto que você está fazendo, pode pegar mal.

Claro que isso pode ser explicado em um segundo momento, mas talvez seja mais interessante diminuir o número de gestos que você estava acostumado a fazer. Para isso, a melhor dica é sempre treinar e garantir que isso irá ocorrer em menor quantidade. Ah, não se esqueça de ter uma internet instável e com boa velocidade.

Você precisa tomar cuidado também com os jargões. Quando estamos muito imersos em um contexto ou assunto, utilizamos muitos jargões e termos técnicos durante a nossa rotina para explicar algo. Você não pode esquecer que os jornalistas podem não conhecer esses termos e, por isso, é fundamental que, caso utilize, você deve explicá-los imediatamente para evitar qualquer ruído.

 

 

Faça um trabalho conjunto com seu time de Assessoria de Imprensa

 

  • Defina o tema/conteúdo: quando a assessoria de imprensa escolhe a coletiva de imprensa ou entrevista como estratégia de comunicação, é fundamental que ambas as partes (assessoria e assessorado) definam as informações que serão apresentadas e divulgadas;

 

  • Escolha o porta-voz: em um segundo momento você deve definir quem será o porta-voz da empresa, de acordo com a definição do conteúdo;

 

  • Estude o conteúdo: o porta-voz escolhido deve conhecer a fundo o assunto e ter expertise sobre o que está falando, principalmente porque não há como descobrir quais as perguntas os jornalistas irão fazer.

 

Ah, cuidado! Dominar o assunto não garante uma fala concisa, interessante e, acima de tudo, assertiva. Para isso a assessoria de imprensa pode realizar um media training para te ajudar a se preparar (ou preparar os porta-vozes da sua empresa) e ganhar segurança.

 

 

Sobre o autor

Comentários:
Fazer um comentário
Deixe um Comentário