Blog

projetos-sociais-empresas
Comunicação Corporativa 25.03.2021

Engajamento Social Corporativo: porque é tão importante que sua empresa se conecte a essa realidade?

Neste texto, quero abordar contigo a importância da sua empresa se engajar com projetos sociais corporativos e como gerar visibilidade positiva para as marcas que abraçam esse movimento.

 

Ao longo de 2020 todos acompanhamos a onda de solidariedade que tomou conta da sociedade brasileira, que se uniu, em todas as suas esferas, para combater um inimigo comum: a Covid-19.

Nesse movimento, vimos crescer de forma expressiva a contribuição do setor privado no enfrentamento dos impactos gerados pela pandemia junto à população mais vulnerável.

Empresas dos mais diversos portes e segmentos mobilizaram seus recursos financeiros, materiais e humanos para empreender iniciativas próprias, ou em parceria com o Terceiro Setor, a fim de favorecer que aqueles mais sofreram com a perda de emprego, renda e, muitas vezes, do básico para sobreviver, fossem amparados num cenário caótico e repleto de incertezas.

 

Visibilidade Positiva para a Marca

 

Tais iniciativas geraram visibilidade positiva para as marcas que abraçaram esse movimento, uma vez que a grande imprensa abriu um espaço significativo voltado a sua divulgação.

O Jornal Nacional, da TV Globo, por exemplo, principal noticiário televisivo do país, chegou a criar um quadro específico com o objetivo de destacar diariamente notícias relacionadas a projetos sociais corporativos realizados nesse contexto, o que permitiu que muitas companhias tornassem públicas, a milhões de pessoas, seu comprometimento e contribuição para com a sociedade.

 

Atuação Corporativa com Propósito!

 

Registrado o aspecto positivo dessa movimentação, vale a ponderação de que mais do que promover ações pontuais de responsabilidade social, a tendência atual é de que as empresas sejam cada vez mais cobradas pelo mercado e pelos mais diferentes steakholders a assumirem uma agenda permanente voltada à geração de impacto social positivo, que ande lado a lado com seus objetivos de negócios.

Em um relatório que aponta as sete grandes tendências globais para 2021, formatado com base em uma pesquisa que ouviu 80 especialistas do mundo todo, incluindo Brasil, China e Estados Unidos, a Delloite revela que marcas que lideram com propósito crescem em média três vezes mais rápido que seus concorrentes e alcançam maior satisfação entre funcionários e clientes.

Além disso, segundo o estudo, 80% dos consumidores disseram estar dispostos a pagar mais por uma marca eu se mostrasse mais responsável sob o aspecto social e ambiental.

 

ESG no Foco das Organizações

 

Este tema, que já vem amadurecendo no universo corporativo nos últimos anos, alcançou uma importância ainda maior no ano passado, com a popularização no mercado dos indicadores de ESG (sigla em inglês para environmental, social and governance), utilizados para medir o impacto econômico-financeiro de práticas ambientais, sociais e de governança, incorporando-os entre os critérios que orientam investimentos em uma determinada empresa.

 

esg-environmental-social-governance

 

E não é apenas para o bom desempenho dos indicadores financeiros e de negócios que este tornou-se um assunto importante.

Uma pesquisa recente feita pela Talenses Consultoria mostra que 53% dos diretores e donos de empresas brasileiras acreditam que a agenda ESG influencia positivamente também na atração e retenção de jovens talentos, uma vez que pessoas que pertencem às gerações Y e Z mostram maior preocupação com a reputação das marcas que consomem e das empresas onde trabalham, questionando frequentemente seu posicionamento sobre questões sociais e relacionadas à preservação do meio ambiente.

Para 86% dos participantes desse estudo, que ouviu mais de 200 empresários, as ações de ESG são benéficas para o desempenho das empresas, sendo que 63% avaliam como um fator que proporciona geração de valor de mercado e 50% acreditam na geração de ganhos na imagem e reputação da marca.

 

Como Estruturar minha empresa para esse Cenário Atual?

 

Como vimos até aqui, apostar em uma atuação corporativa que tenha o objetivo de entregar à sociedade mais do que produtos, mas sim valores e contribuições para um mundo melhor, é um direcionamento que vem se mostrando cada vez mais assertivo para as empresas que querem alcançar os mais diferentes objetivos de sucesso, incluindo ganhar o coração dos consumidores, reter talentos, fortalecer sua reputação e ainda aumentar sua competitividade no mercado.

Mas como começar isso de forma estruturada e estratégica, de forma a realmente gerar resultados para a companhia e criar um movimento responsabilidade social corporativa que efetivamente colabore com a sociedade?

Dois pontos fundamentais a serem considerados nesse sentido são:

 

  • Encontre o propósito da sua marca – envolva líderes e pessoas estratégicas da companhia para promover essa reflexão sobre qual é a razão de ser da sua empresa e qual o impacto gerado por ela para a sociedade. Preferencialmente, aposte em uma consultoria especializada com profissionais de Relações Públicas que podem colaborar para a assertividade deste processo. Aqui no Grupo Trama Reputale, por exemplo, realizamos esse trabalho por meio de uma metodologia chamada Design da Narrativa®, que auxilia na definição dos pilares corporativos, incluindo o propósito, e na construção das mensagens-chave que melhor os definem junto aos públicos de interesse.

 

  • Faça esse propósito ganhar vida – Uma vez identificado o propósito da sua marca, defina um planejamento de ações e iniciativas para que ele realmente integre de forma contínua a agenda corporativa da companhia e faça sentido para todos que a compõem e são impactados por suas ações. Na prática, algumas atividades a serem incluídas nesse plano são:

 

    • Criação de programas específicos, com objetivos e metas claras, a fim de que mudanças no mercado não desviem o foco e façam esse trabalho perder o fôlego;
    • Definição de políticas empresariais que explicitem de forma clara as diretrizes da companhia em relação a esse propósito e seu posicionamento em relação às causas em que ela atua (sejam sociais, ambientais, entre outras);
    • Desenvolvimento de um projeto de comunicação de causa com o objetivo de informar, impactar e engajar todos os steakholders importantes nesse processo;
    • Gestão dos resultados alcançados, inclusive para medir se está sendo mantida a coerência entre aquilo que a empresa anuncia como seu propósito e o que ela entrega efetivamente para a sociedade.

 

 

Sobre o autor

Comentários:
Fazer um comentário
Deixe um Comentário