Blog

blog-trama-trabalho-hibrido
Comunicação Interna 11.03.2021

Dez dicas para o sucesso do trabalho híbrido na sua empresa

Como seguir construindo engajamento em um cenário híbrido de atuação, distanciamento físico entre os empregados e calcado em novos parâmetros quanto ao controle daquilo que é entregado diariamente? Confira dez dicas que separei nesse texto que vão te ajudar a responder essa pergunta.

 

Com a pandemia provocada pelo novo Coronavírus, a forma com que as empresas realizam suas atividades mudou drasticamente. Da noite para o dia, muitos profissionais tiveram que se adaptar ao home office sem ao menos se preparar para isso.

Não há dúvidas de que o trabalho em casa traz muitas vantagens, mas ao mesmo tempo ele também traz grandes desafios. Em meio a tantas mudanças, as pessoas começarão a retornar aos escritórios aos poucos, gradativamente. Embora, os números alarmantes da pandemia no Brasil tornem cada vez mais distante esse movimento.

O que sabemos é que nada será como antes. Tudo indica que o trabalho híbrido, um meio termo entre o remoto e o presencial, será realmente a bola da vez. Mas o que isso significa?

Em outras palavras, as equipes devem se tornar cada vez mais flexíveis, adaptáveis, e os colaboradores poderão atuar de diversos locais: em suas casas, no antigo-novo escritório, nas fábricas ou plantas, até mesmo em coworks.

 

Relação “Ganha-Ganha”

 

À medida que a tecnologia avança, as pessoas passam a contar com novas ferramentas que permitem fazer mais com menos tempo. Isso quer dizer que é provável que as pessoas se tornem mais produtivas, em menos horas dedicadas ao trabalho.

A cofundadora e CEO do BeerOrCoffee, Roberta Vasconcellos, lembra que a flexibilidade e o trabalho remoto já eram tendências crescentes no mundo.

 

“Com todo o cenário do Coronavírus, a gente estima que o futuro foi antecipado em, pelo menos, dez anos. Várias empresas viram que é possível trabalhar de forma remota e que seus colaboradores, na verdade, vão ser ainda mais felizes e produtivos, com mais qualidade de vida a seu lado. A gente vê que esse movimento será gradual, mas imperativo.”

 

Roberta recomenda que o primeiro ponto a ser desenvolvido para o trabalho remoto é a confiança.

 

“Temos que confiar nas pessoas. Eu não preciso estar fisicamente no mesmo ambiente que você, controlando suas horas para dizer se você está atuando ou não. Neste formato, é sobre resultados, sobre entregas”, diz.

 

cilia-rodrigues-blog-trama
Cilia Rodrigues Martins, coordenadora de Gente & Gestão na Startup CotaBest

 

A coordenadora de Gente & Gestão na Startup CotaBest, Cilia Rodrigues Martins, reforça que com todos os cuidados necessários o novo formato de trabalho gera benefícios para os dois lados – empresa e colaborador.

 

“Enxergamos como principal benefício a flexibilidade. Hoje, o colaborador pode escolher como e de onde quer trabalhar. Temos profissionais que são muito mais produtivos quando estão perto de seus filhos ou com seus animais de estimação, por exemplo. Algumas pessoas moram muito longe de nossas unidades e a distância era algo que também atrapalhava a qualidade de vida. Ou seja, todos saem ganhando. Aumentamos a qualidade de vida, a flexibilidade e a autonomia de escolha para os funcionários e, ao mesmo tempo, ganhamos em produtividade, em entregas com mais qualidade.”

 

 

10 dicas para o sucesso do Trabalho Híbrido

 

Se você ainda tem dúvidas sobre como garantir que todos os colaboradores tenham um ritmo saudável de trabalho dentro dessas novas condições e paradigmas, separamos dez dicas que não podem sair do radar. Vamos a elas. Inspire-se!

 

1) Qualquer um pode estar Disponível ou Indisponível: atualmente, o tempo de nossos profissionais está distribuído entre demandas de trabalho e de casa (como os cuidados com os filhos e outros afazeres necessários). Por isso, fazer a gestão do tempo com seu time é fundamental. Procure saber qual é a agenda de seus colaboradores para evitar possíveis mal-entendidos e defina prioridades.

 

2) Todos têm direito à Concentração: ser interrompido a todo momento não é legal – seja para atender telefone, responder e-mails ou mensagens de WhatsApp. Portanto, quando seus colaboradores estiverem ocupados ou com status de não perturbe na ferramenta de comunicação da empresa, respeite. Evite ligar ou ficar mandando mensagens.

 

3) Tempo Livre também é produtivo: durante o dia, qualquer pessoa precisa de um tempo livre para ler seus e-mails, organizar seus arquivos, fazer follow-up de suas demandas ou até mesmo pensar em novas soluções, projetos e estratégias. Quando alguém estiver com a agenda vazia e um pouco menos atarefado, lembre-se que isso não quer dizer que ele está sem fazer nada.

 

4) Construa e cultive Bons Relacionamentos: nesse novo formato de trabalho, mandamos muitos e-mails. Logo, a forma de se expressar por meio da escrita torna-se importante para uma boa comunicação e para construir bons e sustentáveis relacionamentos. Procure sempre cultivar boas relações. Se você se irritou com algum e-mail, nunca o responda imediatamente. Primeiro trabalhe em sua resposta, expresse seus sentimentos com assertividade e seja acessível e educado.

 

5) Menos Excesso de Informação: é muito comum que as pessoas sejam copiadas em vários e-mails, em assuntos nos quais não têm atuação direta. Será que isso é mesmo necessário? Vale questionar a utilidade e o reflexo disso no time e encontrar alternativas, como rápidas conversas pontuais de alinhamento para resolver dúvidas.

 

6) Menos Reuniões: não é de hoje a percepção de que existem muitas reuniões improdutivas e cansativas – e os encontros online não ficam de fora. Por isso, pense em outras formas de validação consensual com seu time, crie subgrupos de decisão e seja rigoroso em respeitar o tempo de cada encontro.

 

7) Mais Flexibilidade: uma das principais vantagens do trabalho híbrido é a possibilidade de gerenciar o próprio tempo. Mas para que essa flexibilidade seja colocada em prática, é preciso falar sobre suas limitações (não poder participar de reuniões entre determinados horários) e sobre as suas expectativas (não esperar respostas depois das 18 horas, por exemplo). Claro que não é possível impor essas questões, por isso o diálogo, a confiança e a corresponsabilidade são tão importantes.

 

8) Momento de Descompressão: o tempo de deslocamento entre o trabalho e a casa antes podia servir como um momento de descompressão. Como agora tudo está concentrado em um único lugar, é preciso criar espaços de descanso para evitar alguns problemas. Converse com seu time sobre como criar novos símbolos e rituais para passar de um período para o outro – como guardar o notebook e qualquer outro objeto de trabalho, colocar uma música, trocar de roupa e se desvincular desse ambiente de produção após o expediente.

 

9) Qualquer um está sujeito ao Erro: seja gentil com os outros e com você mesmo. O contexto atual da pandemia nos exigiu mudanças profundas para melhor adaptabilidade a tudo. E isso faz com que sejamos mais vulneráveis a cometer deslizes.

 

10) Seja um Gestor Presente: o microgerenciamento por meio do controle já era ineficiente e se mostra ainda mais inadequado no contexto em que estamos vivendo. Seja receptivo, compreensível e transparente. Tente conversar sempre com seu time para indicar e ouvir novas alternativas. Lembre-se que todos estamos aprendendo e que os líderes também têm o direito de cometer erros. Mas este momento é propício para co-criar soluções e dar e receber feedbacks construtivos.

 

Sobre o autor

Comentários:
Fazer um comentário
Deixe um Comentário