Blog

saude-mental-colaboradores
Comunicação Interna 15.07.2020

O que as organizações têm feito para minimizar os impactos da pandemia na saúde mental dos seus colaboradores

Muitas organizações desengavetaram projetos de saúde mental em meio à pandemia e têm procurado fazer a lição de casa para reduzir problemas com turnover e absenteísmo ocasionados pelos novos tempos de trabalho remoto, conexões mais dilaceradas etc.

A sua empresa já parou para pensar no assunto? Separamos nesse texto uma série de dicas que podem te ajudar a focar atenção na saúde mental do time de colaboradores (e na sua também!).

 

 

A saúde mental tem sido colocada à prova em meio ao caos causado pelas consequências da pandemia do novo coronavírus. É algo sem precedentes. Com o sentimento de incerteza, pânico e estresse em relação ao desconhecido, é difícil manter o equilíbrio.

Para atravessar esse período de isolamento social, que no Brasil já tem duração de mais de quatro meses, e enfrentar os outros impactos causados por essa doença, como estagnação financeira, crise econômica e aumento da Síndrome de Burnout, devemos priorizar os cuidados individuais e coletivos com a saúde mental dos seus colaboradores – e a Comunicação Interna pode ser uma fonte importante para engajamento do time.

 

O que é “saúde mental”?

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o termo está relacionado à forma como uma pessoa reage às exigências e mudanças da vida e ao modo como harmoniza suas ideias e emoções.

Podemos dizer que a saúde mental contempla, entre tantos fatores, a nossa capacidade de sensação de bem-estar, a nossa habilidade em manejar de forma positiva as adversidades e conflitos, o reconhecimento e respeito dos nossos limites e deficiências, nossa satisfação em viver, compartilhar e se relacionar com os outros.

 

O que as empresas podem fazer pela saúde mental de seus profissionais?

 

No mundo corporativo, um dos sintomas desse adoecimento coletivo é a queda na produtividade e o aumento de doenças mentais relacionadas ao trabalho, como o burnout.

Por isso, tão importante quanto incentivar a produtividade, é adotar cuidados que zelem pela vitalidade psicológica do trabalhador. Para preservar a saúde mental dos seus colaboradores frente à pandemia, algumas empresas têm adotado ações como:

  • Realização de palestras educativas e informativas on-line;
  • Aplicação de pesquisas de clima e satisfação;
  • Criação de programas de saúde e bem-estar;
  • Implementação dos canais de Comunicação Interna;
  • Incentivo ao apoio psicológico, às vezes até mesmo pelo Centro de Valorização da Vida (CVV);
  • Viabilização de rodas de conversa e happy-times on-line.

 

ebook-comunicacao-interna-coronavirus

 

Empresas que dão show em cuidado com suas pessoas!

 

GERU Empréstimos Pessoais

A Geru tem promovido ações de conscientização e de boas práticas remotas, que incluem um bate-papo virtual com experts da casa (já que 15% dos funcionários já fazem home office permanentemente), um town-hall semanal com o CEO para atualizações sobre o negócio e a situação da pandemia e uma campanha de saúde mental, que está sendo desenvolvida. No dia a dia, as equipes têm suas próprias salas de videoconferência, para que fiquem “lado a lado” mesmo a distância.

 

CHS do Brasil Grãos e Fertilizantes

A CHS do Brasil, nosso cliente em Comunicação Interna, tem promovido happy hours virtuais com seus times para estreitar o vínculo entre todos os colaboradores da empresa e fazer com que ninguém se sinta sozinho. Além disso, a organização tem encorajado os profissionais que não se sentem bem a buscar aconselhamento médico ou o apoio de instituições voltadas à saúde mental. A companhia conta, ainda, com um benefício que permite aos funcionários consultar psicólogos, advogados e especialistas de outras áreas que podem contribuir para a manutenção do equilíbrio neste período desafiador.

 

E o que eu posso fazer para cuidar da minha saúde mental em tempos de quarentena?

 

  1. Fuja do excesso de informações.

Um turbilhão de informações enche nossas mentes e nos leva ao pânico em relação ao Coronavírus, devido ao excesso de notificações, notícias e dados alarmantes sobre a pandemia. Por isso, mantenha uma distância segura da mídia e evite notícias que geram ansiedade e estresse.

 

  1. Cuidado com as fakenews.

A desinformação e promoção de fake news têm piorado ainda mais o cenário de insegurança e gerado confusão nas pessoas. Quando tiver dúvidas, acesse apenas fontes reconhecidas e confiáveis, como a própria OMS, Ministério da Saúde e veículos com credibilidade.

 

  1. Mantenha sua rotina organizada.

Para não descuidar da saúde mental, na situação de isolamento, é ainda mais importante manter uma rotina organizada e seguir com sua agenda, mesmo que seja trabalhando em casa. Por isso, nada de trocar o dia pela noite ou se perder no expediente: é preciso manter um horário de trabalho, horário de refeições e um sono regulado.

 

  1. Fique sempre conectado às pessoas que você gosta.

Para não se sentir sozinho e evitar a sensação de angústia do isolamento, é importante estar sempre conectado à sua equipe e também aos amigos e familiares. Utilize ferramentas e plataformas online para se sentir próximo dos colaboradores e aumentar a frequência da comunicação, de modo que todos se sintam amparados e unidos nesse momento.

 

  1. Faça exercícios físicos.

Muita gente está deixando as atividades físicas de lado em nome de outras prioridades. No entanto, esse é o momento em que manter o corpo ativo é essencial, pois nada é tão efetivo no combate ao estresse e ansiedade.

 

  1. Explore seus hobbies.

Com um tempinho livre, esse é o momento ideal para explorar seus hobbies e fazer coisas que você gosta com mais frequência. Gosta de pintar, cozinhar, bordar, cantar, tocar instrumentos, ler e maratonar séries? Então aproveite a oportunidade, seja ousado e ative o seu lado criativo.

 

 

 

Sobre o autor

Comentários:
Fazer um comentário
Deixe um Comentário