Blog

Mídias Sociais 05.04.2018

O que as marcas andam fazendo nas redes sociais?

As redes sociais são hoje uma das principais estratégias para garantir a visibilidade on-line de uma marca e o relacionamento com seus públicos. O desafio está em acompanhar tudo o que o mercado está fazendo e, a partir daí, fazer a gestão das redes sociais alinhada com a narrativa, reputação e persona da sua marca.

O estudo Mídias Sociais 360º, realizado pelo Núcleo de Inovação em Mídia Digital da FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado, e a Socialbakers, plataforma de monitoramento de redes sociais, apresenta dados bastante interessantes sobre o desempenho dos 100 maiores perfis nas quatro principais plataformas de relacionamento: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Dá pra você ter uma boa ideia de como as marcas interagem com seus públicos e o que elas andam fazendo em cada uma das suas redes sociais!

Baixe aqui um infográfico do estudo em PDF e acompanhe com a gente os destaques do estudo.

 

FACEBOOK

A rede social preferida pelas marcas

A plataforma de Zuckerberg continua, disparada, sendo a rede social preferida pelas marcas. O Face, como é carinhosamente chamado pelos usuários, possui a maior média de fãs.

As curtidas são a maior forma de interação, em posts que contenham fotos e links. Há perfis institucionais, assim como o de bens de consumo, em que elas chegam a 90% das interações; os outros 10% dividem-se entre comentários e compartilhamentos.

Posts com vídeos também estão em alta quando o assunto é entretenimento e bens de consumo. Nesses casos, eles correspondem a quase 40% do formato de publicação mais curtido pelos fãs.

Agora, um dado que preocupa é o tempo que as marcas levam para responder a uma demanda do seu fã: quase 23h! Em tempos de interação quase instantânea, onde o consumidor quer respostas imediatas – e espera isso das redes sociais das marcas – todo esse tempo pode afastar o consumidor e torna-lo um detrator da marca.

 

TWITTER

Interações mais dinâmicas

Perfis de marcas no Twitter possuem em média 314 mil seguidores, muito pouco se comparado ao imenso volume de fãs do Facebook, entretanto, o Twitter se comporta como uma plataforma de interação mais dinâmica.

O tempo médio de respostas de uma marca por aqui é de quase 9 minutos; tempo muito inferior ao detectado no Facebook.

Além disso, toda a interação entre as marcas e seus seguidores ocorre no próprio status da rede, ou seja, em posts mais “simples” e com a presença de uma foto ilustrativa.

Links não são muito acessados via Twitter (menos de 30% das interações), o que exige das marcas a escolha perfeita dos 140 caracteres que vão compor a mensagem e fazer com que o seguidor interaja com a publicação.

 

INSTAGRAM

A plataforma social que mais cresce na Internet

Destas quatro plataformas, o Instagram é a rede social que mais cresce (mais de 2000%), batendo a casa de um milhão de seguidores por marca, em média.

As fotos ainda continuam sendo a forma de interação preferida dos seguidores, entretanto, são nos vídeos que aparecem um número maior de comentários.

E por falar em fotos, será que as marcas andam postando muitas imagens com filtros? Acredite, mas não! Em 98,63% dos posts, as marcas publicam suas cenas sem qualquer tratamento.

Posts com muito texto ou cheios de hashtags não estão entre os preferidos das marcas. A maioria das publicações, 31%, são divulgadas com duas ou, no máximo três, hashtags. E, em 27% dos posts nenhuma hashtag é apontada.

 

YOUTUBE

Vídeos mais próximos das marcas

Segunda plataforma que mais cresce na Internet, o Youtube vem se aproximando cada dia mais dos perfis de marcas.

Cresce mais que o Twitter, de uma maneira geral, e mais que o Facebook, nos perfis de bens de consumo.

A média de vídeos publicados mensalmente tem ficado entre 1 e 2, atingindo cerca de 1.500 assinantes por canal.

 

 

Sobre o autor

Leia Também

  • A polêmica da Avon14.04.2014 A polêmica da Avon Uma nova série de comerciais está provocando um impacto negativo na Web para a AVON. Criado pela JWT, a campanha #megapracima, que […]
  • Negócios virtuais estimulam empresas28.11.2011 Negócios virtuais estimulam empresas A previsão da empresa Gartner, especializada em pesquisas de tecnologia, é de que até 2015 as empresas vão gerar 50% das vendas na […]
  • O futuro do PR no Brasil22.03.2017 O futuro do PR no Brasil Nossa diretora executiva e sócia-fundadora, Leila Gasparindo​, está na capa da Revista Negócios da Comunicação. É possível conferir a […]
Comentários:
Fazer um comentário
Deixe um Comentário

Font Resize