Blog

diferenca-gestao-crises-e-riscos
Gerenciamento de Crise 05.11.2020

Gestão de Crises e Gestão de Riscos. Você sabe qual é a diferença?

Muita gente confunde Gestão de Crises com Gestão de Riscos. São duas coisas diferentes que se completam. Separei aqui algumas dicas importantes para você compreender melhor esses termos e aplica-los corretamente na sua empresa.

 

O que é Gestão de Riscos

 

A gestão de riscos é o processo pelo qual a empresa identifica e classifica todos os fatores que podem de alguma maneira se transformar em uma crise ou estimular outros fatores geradores de crises. Para a gestão de riscos, tais fatores representam um perigo ou uma ameaça para a segurança das pessoas, do ambiente e para a continuidade dos negócios.

 

O que é Gestão de Crises

 

Já a gestão de crises é o processo que avalia o potencial do risco, com os mesmos parâmetros da Gestão de Riscos, mas com uma interpretação adicional do impacto comunicacional do risco, seu potencial de repercussão e danos no conceito, na imagem e na reputação da empresa, na marca e seus negócios.

 

Tratamento antecipado 

 

Ambos, a Gestão de Riscos e de Crises, definem o tratamento antecipado de acordo com a probabilidade, a gravidade e a severidade do risco e estabelecem as medidas de controle para que ele não se transforme em crise e as de mitigação caso ele se transforme em uma crise.

A gestão de riscos é a primeira parte do processo. Enquanto que a gestão de crises complementa esse trabalho com visão estratégica de comunicação na prevenção e no controle de crises. Entendeu?

Além disso, Gestão de Crises não é a mesma coisa que Gerenciamento de Crises, isso vamos ver no próximo artigo da série.

 

Como evitar que as crises aconteçam

 

Evitar uma crise empresarial é uma responsabilidade de todos! E a gente só pode fazer isso, se associarmos as técnicas de gestão de riscos com as técnicas de gestão de crises e aplicá-las no processo de comunicação.

Quando o profissional tem conhecimento e domina as duas técnicas, ele consegue fazer um planejamento preventivo adequado e evitar mais de 50% das crises empresariais.

Veja algumas dicas importantes para que você consiga evitar que as crises aconteçam na sua empresa:

 

  1. Ter consciência de que você pode se antecipar às crises;
  2. Desenvolver uma percepção natural de observar riscos;
  3. Reconhecer que os riscos se manifestam muito antes de se tornar uma crise;
  4. Não ignorar indícios de riscos ou os próprios riscos;
  5. Anotar e reportar o risco a outra pessoa ou superior hierárquico;
  6. Analisar a natureza e o potencial do risco;
  7. Avaliar as consequências caso ele se transforme em crise;
  8. Definir uma ação de correção e uma medida de controle.

 

Se você aplicar essas dicas, já terá dado um enorme passo para a prevenção de crises na sua empresa. Evitar que uma crise aconteça é uma responsabilidade de todos. Para complementar as informações desse artigo, acesse o vídeo do mesmo tema e continue acompanhando nossa websérie.

 

 

Sobre o autor

Comentários:
Fazer um comentário
Deixe um Comentário