Voltar para o blog

Diversidade e Inclusão: saiba como e por que contratar profissionais com deficiência

Criamos um e-book cheio de insights para você descobrir, aprender e compartilhar os principais benefícios para a sua empresa contratar e, principalmente, incluir Pessoas com Deficiência (PcD) no mundo do trabalho. Vamos juntos?

Não há dúvida de que diversidade e inclusão são tratadas com bastante atenção por diversas empresas mundo afora. Além dos benefícios claros que as ações nessa direção promovem para o negócio – a inovação é só um deles – consumidores e profissionais também estão atentos a essa causa. Ou seja, quem não fizer nada a respeito, certamente encontrará dificuldades em realizar negócios e para contratar e reter talentos.

Mesmo diante desse quadro, ainda há um longo caminho a percorrer, especialmente quando se trata da inclusão de Pessoas com Deficiência (PcDs) no ambiente profissional. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), menos de 30% dessas pessoas fazem parte do mercado de trabalho atualmente.

lei-cotas-diversidade-inclusao-pcds

A Lei de Cotas para PcDs

A Lei nº 8.213, de 24/07/91 prevê que empresas que possuem 100 colaboradores ou mais são obrigadas a incluir em seu time uma porcentagem de pessoas com deficiência, conforme abaixo:

– de 100 a 200 empregados = 2% das vagas

– de 201 a 500 = 3%

– de 501 a 1.000 = 4%

– acima de 1.001 = 5%

Porém, a inserção de PcD no mercado de trabalho não é tão simples e ainda gera muitas dúvidas para a área de Recursos Humanos das empresas.

“Uma delas, por exemplo, está nas exigências curriculares – tanto de formação, quanto profissionais – denotadas pelas áreas contratantes, bem como na forma de avaliação das aptidões dessas pessoas. Tudo isso deve passar a ter uma ótica mais ampla e detalhada, significando compreender as características e habilidades da pessoa, assim como suas limitações, e encontrar a melhor forma de incluí-la no time de maneira que lhe proporcione segurança psicológica, tão necessária ao desenvolvimento de carreira”, comenta Adriano Zanni, diretor de Engajamento e Comunicação com Empregados do Grupo Trama Reputale.

Outra dúvida bastante presente nas discussões que temos com nossos clientes e parceiros é a presença de vieses inconscientes, formas de preconceito veladas no ambiente corporativo que dificultam o andamento – e o engajamento das equipes – em projetos de diversidade e inclusão.

adriano-zanni-burnout

Adriano Zanni, Diretor de Engajamento e Comunicação com Empregados do Grupo Trama Reputale

“Os gestores das empresas ainda têm muita dificuldade em compreender esses vieses e atuarem de forma a combatê-los em suas equipes. A educação é o caminho, proporcionar uma escuta ativa e trazer para mesa de diálogos ponderações que os afligem”, completa Zanni.

esg-diversidade-inclusao-pcds

A inclusão em tempos de ESG

Muito tem se falado sobre iniciativas de ESG nas empresas e o quanto cada realização nessa direção impacta diretamente nos negócios e na reputação das marcas.

“A inclusão em tempos de ESG precisa ser uma ‘inclusão consciente’ e ela acontece quando uma empresa contrata pessoas com deficiência não somente para cumprir a cota estabelecida por lei, mas sim, para proporcionar uma nova oportunidade para estas pessoas e os demais colaboradores”, aponta Adriano.

Com o consumidor de olho e demandando iniciativas das companhias, a pauta da diversidade ganha relevância e obriga as empresas a entenderem que, ao montar uma equipe de trabalho inclusiva, são inúmeros os ganhos no dia a dia, na imagem interna e externa e, principalmente, na conversa com os consumidores do produto ou serviço.

“É uma forma de gerar mais valor como marca, aumentando assim a demanda por programas estruturados que promovam uma gestão de pessoas e cultura organizacional que valorize a Diversidade e a Inclusão”, completa Leila Gasparindo, CEO do Grupo Trama Reputale.

comunicacao-diversidade-inclusao-pcdsA Comunicação como aliada no processo de inclusão

Tratar questões como diversidade e inclusão não apenas colabora para a melhoria do clima e da cultura organizacionais, como também auxilia no desenvolvimento de competências entre os colaboradores com vistas ao desenvolvimento de ambientes altamente inovadores.

“Organizações que abraçam essas temáticas, criando lastros para uma narrativa inspiracional, diminuem consideravelmente suas taxas de turnover e absenteísmo, integrando equipes e lideranças, o que se traduz em crescimento sustentável para os negócios”, reforça Leila.

E tem mais: 91% das empresas listadas na fortune 500 têm políticas sólidas sobre o tema, contribuindo para trabalhar melhor sua imagem e reputação perante os públicos de interesse por intermédio de projetos comunicacionais efetivamente inclusivos.

Leila

Leila Gasparindo, CEO do Grupo Trama Reputale.

Um exemplo é o case que desenvolvemos em parceria com o Grupo Drogaria Pacheco São Paulo (DPSP). Através de três macro pilares, o “Programa Faz Diferença” teve como objetivo aumentar os indicadores de engajamento ao tema, fomentando políticas de diversidade no escritório da Matriz, bem como nos Centros de Distribuição e nas Lojas.

Desenvolvemos peças de comunicação em Braille, para que os colaboradores “sentissem na pele” os desafios enfrentados pelas pessoas cegas ou com deficiência visual, por exemplo.

Além disso, e-mails marketing, cartazes, banners e vídeos reforçaram a ação que terminou na participação ativa dos empregados num “circuito inclusivo”, onde puderam vivenciar, na prática, situações do cotidiano dos profissionais com deficiência, compreendendo melhor a importância da acessibilidade, dos recursos de tecnologia etc.

Mais informações sobre o case, você confere aqui.

diversidade-inclusao-ebook-pcds

E-book Diversidade e Inclusão

Para promover ainda mais a discussão sobre esse tema e ajudar as empresas a entenderem as razões pelas quais quem contrata profissionais com deficiência só tem a ganhar, preparamos o e-book “Diversidade e Inclusão: como e por que contratar profissionais com deficiência”.

Está disponível no material um raio x completo do mercado de trabalho para PcD, além de dicas e insights para você descobrir o que provoca a resistência na hora de contratar essas pessoas aí na sua empresa.

Mais do que isso, suas páginas também mostram o que pode ser feito para mudar essa realidade e como algumas empresas e organizações podem prestar consultoria para ajudar na contratação de PcD.

Espero que o material te ajude a compreender melhor todo o cenário que envolve, não só a contratação, mas toda a inclusão de pessoas com deficiência no mundo do trabalho. Fique à vontade para compartilhar o e-book na sua empresa com outras equipes. Promova rodas de conversa a respeito do tema com lideranças, área de RH, Comunicação e Marketing.

Conte com a gente a qualquer momento da sua jornada para te ajudar nesse desafio.

Vamos juntos nesse propósito!

 

 

Deixe seu comentário

Você também poderá gostar de

Fale com a gente

Nossos projetos inspiram pessoas e negócios a se moverem rumo ao futuro. Quer ser um cliente do Grupo Trama Reputale? Entre em contato com a gente!

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Somos uma equipe de especialistas em construir engajamento e confiança, e estamos sempre procurando novas habilidades, desafios e oportunidades.

Cultura e Carreira

Deseja trabalhar conosco? Envie seu currículo!

  • Solte arquivos aqui ou
    Tipos de arquivo aceitos: pdf, Máx. tamanho do arquivo: 10 MB.
    • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

    Se você é jornalista ou influenciador digital e precisa conversar com algum dos nossos clientes, temos o canal para isso.

    Conheça nossa sala de imprensa

    Ou então selecione diretamente a empresa desejada: