Blog

comunicacao-interna-vacinacao-covid
Comunicação Interna 04.02.2021

Comunicação Interna: Poderosa Aliada na vacinação contra a COVID-19

A vacina chegou, mas o que está passando por todas as conversas é “Você vai tomá-la?” Separei nesse texto 2 dicas essenciais para que a sua empresa se posicione sobre o tema e ajude seus colaboradores na melhor tomada de decisão para todos.

 

Analisando os comportamentos das pessoas nestes últimos meses, percebemos que a população tem dúvidas sobre a eficácia da vacina contra a COVID-19. Alguns fatores contribuem para isso: excesso de informação, desconhecimento sobre os rumos da ciência e da tecnologia e as fake news.

Segundo pesquisa Datafolha, divulgada em dezembro pelo jornal Folha de S. Paulo, 22% dos brasileiros afirmam que não pretendem se vacinar contra a COVID-19. Já 73% afirmam que vão se imunizar. Outros 5% responderam que ainda não sabem.

 

pesquisa-datafolha-vacinacao-covid19
Pesquisa Datafolha – Vacinação contra Covid-19

 

Essa “Rádio Peão” já está acontecendo na sua organização. Os rumores sobre tomar (ou não) a vacina já circulam pelos corredores, no horário do almoço ou do cafezinho. E quer saber como a sua empresa pode entrar nessa conversa? Usando a Comunicação Interna de maneira estratégica.

 

Comunicação Interna Eficiente em tempos de pandemia

 

Em uma pesquisa recente feita pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (ABERJE), 63% das empresas consideram que a Comunicação Interna tem um papel fundamental em um ambiente organizacional.

E, por isso, deve receber mais investimentos nos próximos anos, já que tem como principal objetivo aproximar os colaboradores ao que realmente é verdadeiro e acabar com os rumores incertos que circulam nos corredores das companhias.

 

odaice-psicologa
Odaice Formagge Santos – Psicóloga

“Cada indivíduo cria uma alusão e opinião própria sobre a eficácia da vacina e os riscos ao ser vacinado, após obter informações pelos canais de comunicação. E, com isso, ele cria desconfianças que são levadas para outras pessoas do seu convívio, construindo uma rede de incertezas e medos num grupo familiar ou de trabalho”, conta a psicóloga, Odaice Formagge Santos.

As fake news ganharam espaço porque muitas pessoas estão trabalhando de casa e utilizam o meio online para se comunicar. E é por meio deste canal que elas recebem todos os tipos de notícias, inclusive as falsas. Diante desse cenário, a Comunicação Interna se tornou a principal aliada para informar, de forma ágil e segura, o que está acontecendo fora e dentro de suas instituições e, assim, tranquilizar os colaboradores sobre o excesso de informações falsas que recebem.

 

 

Conheça as Ações de Conscientização da VW Financial Services

 

Na Volkswagen Financial Services, cliente do Grupo Trama Reputale em Comunicação Interna, a CI tem feito toda a diferença durante a pandemia, criando uma aproximação com os colaboradores no esclarecimento de dúvidas sobre a doença.

A área também incluiu o departamento médico da empresa na conversa, para esclarecer os dados verídicos sobre a eficácia da vacina, a diferença entre eficácia e imunização, e promoveu diversas ações para conscientizar os colaboradores a não caírem nas fake news divulgadas pela mídias.

 

rafael-goncalves-vw-financial
Rafael Gonçalves, RH e Comunicação Corporativa da VW Financial Services Brasil

“Em conjunto com o médico do nosso ambulatório, fizemos diversas comunicações de conscientização, como por exemplo, perguntas e respostas para desmitificar algumas mentiras, inclusive sobre correntes de WhatsApp que proliferaram, prometendo milagres para a cura da Covid-19”, conta Rafael Gonçalves, da área de Recursos Humanos e Comunicação Corporativa da Volkswagen Financial Services Brasil.

Além disso, campanhas de saúde mental foram criadas, oferecendo aos colaboradores serviços de telemedicina com parceiros da saúde, a exemplo de exercícios guiados, meditação e psicoterapia breve.

Como comprovação do trabalho, a empresa realizou uma pesquisa com o público interno e obteve 96% de satisfação em relação aos conteúdos publicados deste tema.

 

 

 

 

Para Rafael, a comunicação é ciência, assim como a medicina, pois precisa ser a linha de frente nas ações dentro das empresas, entidades públicas, governos e hospitais. E que, o grande problema que percorre nosso cenário atual é a falha na comunicação sobre a ciência como um todo.

“Precisamos desmitificar que a ciência não se faz apenas em tubos de ensaio com aventais brancos e óculos de proteção! Evolução em leis e teorias econômicas são frutos de pesquisa também, sendo cada uma em sua área específica. Da mesma forma que a vacina é uma resposta segura à doença, qualquer que seja, a comunicação é o remédio adequado a qualquer esclarecimento necessário”, finaliza.

 

 

 

 

Sobre o autor

Comentários:
Fazer um comentário
Deixe um Comentário