Trabalhando no Grupo Trama Reputale  8 meses, Victor Theodoro é executivo de atendimento responsável pelas contas do Cietec e Grupo Rodonaves. O ruivo considera a agência muito boa para se trabalhar – estando acima do nível do mercado – graças ao seu clima acolhedorque faz com que os profissionais se sintam confortáveis mesmo com pouco tempo de contratação.
Academicamente, Victor está tendo a oportunidade de fazer um doutorado de dupla titulação (tanto no Brasil quando em Portugal), com o tema voltado para a importância e ensino da Ética em cursos de Relações Públicas. Aliás, quando morou em Portugal, um dos grandes lugares que marcaram sua vida foi A Serra da Estrela  a cadeia de montanhas que é considerada o ponto mais alto do país. O lugar é encantador no verão inverno, por isso ele tem muita vontade de voltar no futuro.

victor-imagem

imagens da Serra da Estrela, em Portugal.


O que motiva Victor a estudar e ser um profissional de Relações Públicas é a sua crença no papel transformador que a profissão possui. Ele ressalta que estamos na posição de falar em nome de grandes empresas, por meio dos projetos de comunicação que realizamos. Assim, temos a oportunidade de, como agentes de mudança, fazer com que as marcas se posicionem de forma ética, transparente e igualitária, dando voz a muitas bandeiras de luta.
Theodoro não é somente um profissional bem humorado e multitarefa dentro da Trama. Fora do trabalho, ele segue carregando os valores da agência em sua rotina.
victor-1 
Apesar deregularmente, comer uma pizza inteira por morar sozinho, essa realidade traz à Victor boas experiências como: cozinhar, jogar videogame e ler livros (como “Caim”, de José Saramago). Ainda assim, seu hobby favorito é ouvir uma boa músicaInteressa-se tanto por esse mundo musical que quando tinha por volta de 13 anos aprendeu a tocar violão e chegou a participar de uma banda. Hoje, seu estilo de música preferidoé a MPB, principalmente tropicália, o movimento que sua banda do coração (Os Mutantes) se envolveu.  
Por causa da pandemiaele segue tendo contato com sua família (seus pais, irmãos e o paçoca, seu cachorro caramelo tipicamente brasileiro) e amigos por meio de vídeo chamadas e troca de mensagens. Além disso, segue com alguns sonhos arquivados na gaveta, como o de dar aulas de humanas voluntariamente em cursinhos populares.  
victor-aula

Victor em ação nas aulas do seu Doutorado.