Sala de Imprensa

Kearney

Esta é a sala de imprensa da Kearney. Aqui você encontra press releases sobre as novidades da marca, além dos principais resultados em veículos de comunicação e canais de influenciadores conquistados pela equipe de assessoria de imprensa da Trama Comunicação.

Ver perfil

A Kearney é uma das maiores consultorias globais de gestão estratégica. Com presença em mais de 40 países, nossas pessoas nos fazem quem somos. Somos indivíduos que se divertem tanto com aqueles com quem trabalhamos quanto com o trabalho que realizamos em si. Sob a proposta de sermos a diferença entre uma grande ideia e faze-la acontecer, nós ajudamos nossos clientes a alcançarem o sucesso.

 A.T. Kearney lança ranking global de Varejo por país

Brasil caiu nove posições em relação ao ano anterior, ocupando a 29ª posição, a pior desde que o país entrou no ranking

 

São Paulo, 22 de junho de 2017 – A A.T. Kearney, consultoria de gestão de negócios, com mais de 90 anos de trajetória global e uma das 4 maiores do mundo, está divulgando neste mês o estudo Global Retail Development Index (GRDI), que analisa o desempenho do setor de Varejo por país, listando os 30 mercados mais promissores.

Na edição deste ano, o GRDI revelou que as maiores redes varejistas globais estão enfrentando novos desafios para expandir nos países em desenvolvimento. Os movimentos nacionalistas que ganharam força recentemente como, por exemplo, o Brexit e o America First, criaram incertezas sobre a entrada em novos mercados, enquanto a evolução e o sucesso de competidores locais e regionais levantaram questões sobre o que é preciso para competir de forma vencedora nesses mercados.

“Os avanços nas tecnologias voltadas para varejo e o crescimento do e-commerce também acrescentaram outra camada de complexidade. Como entrar em um mercado via e-commerce, o que o crescimento do e-commerce significa para os footprints das lojas e como desenvolver uma estratégia omnichannel em países como China e Índia são apenas alguns dos exemplos dos desafios enfrentados pelo varejo em geral, mas também pelos mercados emergentes”, afirma Priscilla Seki, sócia da A.T. Kearney no Brasil e responsável local pelo estudo.

O GRDI serve como guia para investimentos no setor de varejo desde 2002. O estudo anual faz um ranking com os 30 melhores países em desenvolvimento para investimentos e identifica os mercados que não são apenas atrativos hoje, mas que também oferecem potencial futuro. Na edição deste ano, a pesquisa teve como foco mobile shopping, oferecendo insights sobre como o celular é usado em mercados desenvolvidos para comprar, vender e comunicar.

No topo do ranking deste ano, a Índia e a China trocam posições e Índia assume a liderança pela primeira vez. A Ásia continua sendo uma força no varejo global e na expansão dos setores de Alimentos e Bebidas, Cuidados Pessoais, Moda e Luxo.

A América Latina – com dois países entre os dez maiores e seis países nos 30 maiores – por sua vez, está indo em outra direção. “Alguns países da região têm forte crescimento – como o Peru, líder da região em 2017 e em nono lugar na lista geral; a Colômbia e o Paraguai, enquanto outros enfrentam grande pressão, como o Brasil”, detalha Priscilla.

A região conta com uma classe média pronta para consumir e muitos países estão abrindo seus mercados com acordos de livre comércio, buscando fortalecer o movimento regional. O Peru, líder da região, e em 9º lugar na lista geral, atingiu vendas anuais de US$ 61 bilhões em varejo. Com expectativas de crescer 3,5% o PIB nos próximos três anos e inflação máxima estimada em 3%, o varejo peruano continuará a se beneficiar dos gastos crescentes dos consumidores – crescimento anual de 10% -, uma classe média em expansão e forte confiança do consumidor.

O Brasil, por sua vez, caiu nove posições no ranking em relação ao ano anterior, ocupando a 29ª posição. Essa é a pior posição do pais desde que entrou no ranking. Com população estimada em 206 milhões de pessoas, PIB per capita na faixa de US$ 15.200, o país totalizou vendas de US$ 447 bilhões.

Com todas as incertezas políticas e econômicas dos últimos dois anos, a indústria brasileira de Varejo teve seu pior desempenho desde 2007, com queda de 4,8%. Os setores de roupas e calçados foram bastante afetados. Pela primeira vez na história recente, o número de lojas que fecharam foi maior do que as que abriram – 18.000 estabelecimentos no total ou quase 15% de todas as lojas em shopping. O volume de vendas caiu 3,2%. Somente o Walmart fechou mais de 60 lojas no ano passado. Marcas internacionais como Red Lobster, Laduree, Cacao Sampaka, Vilebrequim, Kate Spade, bareMinerals e Longchamp fecharam as lojas que tinham no país. E Sears, Bebe e Aeropostale suspenderam seus planos de expansão.

Apesar disso, existe esperança. Os níveis de confiança dos clientes são os melhores em três anos. Alguns novos formatos e canais estão se desenvolvendo. Os chamados “atacarejos” continuam a crescer em taxas de dois dígitos, com empresas como Carrefour e Grupo Pão de Açúcar investindo nesse canal. O Grupo Pão de Açúcar, por exemplo, planeja converter de 15 a 20 lojas em Atacarejos. O e-commerce também está evoluindo: as vendas online cresceram 11% e mobile shopping cresceu 90% em 2016. “O número de brasileiros que compram online está crescendo devido aos preços mais baixos no ambiente virtual”, avalia Priscilla.

O início de 2017 foi marcado por novas aquisições. A Luxottica comprou a rede Óticas Carol e a rede de maquiagem Kiko Kilano abriu sua primeira loja no Brasil. Outros players internacionais também estão expandindo. A Starbucks planeja triplicar o número de lojas no Brasil e a Sephora vai abrir pelo menos quatro novas lojas em 2017.

Para obter a íntegra do estudo clique em: https://www.atkearney.com/consumer-products-retail/global-retail-development-index/2017

A Kearney é uma consultoria global líder em gestão de negócios, com 91 anos de operação e atuação em mais de 40 países. É uma empresa dirigida por seus sócios, comprometidos em ajudar os clientes e gerar impactos imediatos, aumentando as vantagens competitivas em seus desafios mais críticos. O foco da consultoria é atuar como parceira estratégica dos clientes na obtenção de benefícios reais em projetos de curto e longo prazos. Os diferenciais da Kearney são ampla escala global, diversidade de recursos e excelência em todos os processos. A Kearney possui uma cultura distinta que transcende as fronteiras organizacionais e geográficas. Não importa qual a localização ou posição, todos os consultores da Kearney são visionários, acessíveis e apaixonados por projetos inovadores.

Sobre a empresa

Empresa: Kearney

Site: https://www.kearney.com

Atendimento à imprensa

Atendimento: Fernanda Angelo
E-mail: fernanda@tramaweb.com.br
Telefone: (11) 3388-3040

 

Fale Conosco

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Font Resize