Sala de Imprensa

Pamplona Alimentos S.A. amplia faturamento em 39% em 2020

Outros indicadores reforçam a boa performance no período, como EBITDA de R$ 369,5 milhões. Companhia investe R$ 600 milhões em plano de expansão que visa manter resultados promissores nos próximos quatro anos 

 Imagem do projeto de expansão da unidade de Presidente Getúlio (SC) 

 

Rio do Sul, SC, março, 2021 – Pamplona Alimentos, empresa com 72 anos de tradição no mercado de carnes suínasdivulgou o balanço das suas operações em 2020 e mostra que, apesar da crise gerada pela pandemia da Covid-19conseguiu fechar o ano com saldo positivo.  

Além disso, a companhia encerrou o período com R$ 1,9 bilhão em Receita Operacional Bruta, o que representa um aumento recorde de 39% frente ao ano anterior, e Lucro Líquido de R$ 298 milhões – um crescimento representativo de 334,3%. As exportações também avançaram 65,46%, sobretudo para o mercado chinês, contribuindo para a consolidação de um balanço positivo do período.  

Outro forte indicador que atesta o sucesso da empresa em 2020 foi o EBITDA – cálculo que permite analisar a geração de caixa frente às atividades operacionais de uma empresa, que atingiu o valor de R$ 369,5 milhões (margem de 21,2%), ante R$ 145,8 milhões (margem de 11,9%) em 2019Essa questão do EBITDA, de forma particular, é muito significativa, pois expressa um resultado excepcional não apenas para a Pamplona, mas para o mercado em que atuamos, no qual historicamente esse indicador é de 10% a 12%”, explica Irani Pamplona Peters, presidente da companhia 

 No setor agropecuário, a empresa também registrou feitos que merecem atenção, tais como: consagrar-se como o frigorífico brasileiro com maior percentual de adaptação na questão do bem-estar animal (77% da produção adaptada); recorde interno de produção de ração; custo evitado com otimizações no uso de matérias-primas alternativas; recorde interno na produção de suínos próprios, o que elevou o ativo biológico da companhia em R$ 54,4 milhões.  

Segundo Irani, a tendência é que os números do desempenho de 2020 sigam em ascensão, principalmente levando em consideração os investimentos previstos pela companhia para os próximos anos. “Estamos trabalhando em diferentes frentes que visam a modernização e crescimento da nossa marca, além de garantir um aumento cada vez maior dos padrões de qualidade pelos quais nossos produtos já são reconhecidos. Entre essas iniciativas estão ações para o desenvolvimento de novas linhas genéticas, expansão das unidades experimentais, aumento da capacidade de estocagem de grãos, entre outras”, destaca a presidente.  

 

Plano de expansão

Entre os projetos mencionados pela executiva que merecem destaque está o Plano de Expansão da companhia até 2024que prevê investimentos de R$ 600 milhões ao longo destes quatro anos. O valor é destinado a dois projetos principais: o primeiro deles é a duplicação do abate e da desossa na unidade de Presidente Getúlio (SC), no qual será utilizada tecnologia baseada no conceito da indústria 4.0como por exemplo, paletização e câmara de estocagem operadas por robôs, além de sistemas automatizados de produção que têm como base as melhores tecnologias mundiais possibilitando o incremento de 2.640 suínos/dia. Com isso, a unidade será ampliada para atender as demandas internacionais e suprir a necessidade de matéria prima para produtos processados. Nessa iniciativa estão sendo investidos R$ 320 milhões, mais R$ 125 milhões em ativo biológico e capital de giro, totalizando R$ 445 milhões.  

Ainda no âmbito deste plano também estão sendo destinados R$155 milhões à unidade de Rio do Sul (SC), voltados à expansão de produtos processados, incluindo as linhas de temperados, linguiças frescais e cozidas, fatiados e defumados, possibilitando um incremento de 16,5 mil toneladas de produtos industrializados por ano. 

 

Novidades que agradaram o consumidor 

O lançamento de novos produtos porcionados e/ou fatiados esteve entre as estratégias que levaram aos bons resultados alcançados pela Pamplona em 2020. Entre os itens lançados destacam-se a linguiça toscana 400g, linguiça tipo calabresa fatiada 500g, lombo canadense fatiado 500g, novidades que validaram a tática de oferecer produtos práticos para o cliente final, como ação importante para aumentar a participação nos mercados, sobretudo no contexto da pandemia, em que as pessoas buscaram novas e boas alternativas para vivenciar a boa gastronomia dentro de casa.  

 

Sobre a Pamplona    

Com 72 anos de tradição, a Pamplona Alimentos S.A., empresa familiar catarinense, atua com a missão de produzir e fornecer alimentos práticos, saudáveis e de qualidade para os consumidores brasileiros. Está presente em 26 estados brasileiros e exporta cortes suínos para os principais mercados em que o Brasil é habilitado. Seu amplo portfólio conta com 18 linhas de produtos que englobam: carne suína temperada e in natura, linguiças defumadas e frescais, defumados, salames, copas, presuntaria e derivados, fatiados, queijos e cortes bovinos temperados, entre outros. A companhia, que também é detentora das marcas Saudável, Rio Sul e Paraná, tem em seu quadro mais de 3 mil colaboradores e é reconhecida pelo investimento constante em inovação direcionado à modernização do parque fabril, otimização de processos industriais, projetos de genética própria e garantia do bem-estar animal, além de ações de sustentabilidade.   

 

Fale Conosco

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.