Voltar para sala de imprensa

Financiamento possibilita a microempresas de TI investir em seus projetos

Três empresas de TI (Tecnologia de Informação) instaladas no Centro Incubador de Empresas Tecnológicas (Cietec) foram selecionadas para receber financiamento do Fundo Setorial para Tecnologia da Informação, CT-Info. As contempladas CNZ, Econolig e ADTS participaram do edital do Programa de Fomento Empresarial em Tecnologia da Informação. O objetivo é estimular a transferência do conhecimento gerado nas instituições de ensino e pesquisa para o mercado, por meio da criação de novas empresas de tecnologia e do apoio às já existentes.

As incubadas ficaram entre 80 empresas selecionadas, do total de 340 inscritas. Os projetos foram apresentados no Rio de Janeiro pelos diretores das empresas e por um porta-voz do Cietec a uma banca composta por representantes da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Conselho Nacional do Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT).

Segundo o gestor executivo do Cietec, Sergio Risola, “o CT-info é um financiamento que possibilita que as empresas invistam de uma maneira completa em seus projetos, desde na remodelagem de seu plano de negócio, marketing e comunicação da empresa, até o desenvolvimento tecnológico do projeto”.

A incubada CNZ, especializada em sistemas digitais e microcontroladores, conseguiu uma verba de R$ 116 mil. O diretor da empresa, Edmur Canzian, diz que “a verba do CT-info será investida em itens para o reposicionamento estratégico de um de nossos produtos. Queremos fazer uma pesquisa consistente de mercado que será base de nosso plano estratégico, além disso pretendemos investir em ações de marketing e comunicação com o mercado, atualização do plano de negócio e pesquisa de mercado”.

Outra empresa contemplada foi a ADTS, que vai receber R$ 150 mil. Desenvolvedora de equipamentos inteligentes de medição e monitoramento automático para o setor elétrico nacional, o montante será investido em um projeto que estava praticamente parado. “Nós iremos usar o dinheiro na compra de máquinas e softwares para dar andamento ao projeto Hermes, um sistema de análise de grande volume de informações e que realiza o diagnóstico de falhas. O financiamento será utilizado posteriormente para a avaliação de nosso plano de negócio”, explica o diretor da empresa, Bruno Baceto.

Já a Econolig, criadora de um sistema para roteamento de chamadas interurbanas a menor custo via telefone, recebeu um financiamento de R$ 90 mil. “Esta verba permitirá o início do desenvolvimento do protótipo e a solicitação de patente internacional para que futuramente possamos prestar serviços para países da União Européia e nos Estados Unidos”, explica Roberto Cavalcanti, diretor da empresa. Em janeiro, a primeira parcela do financiamento conquistada por cada uma já foi repassada às empresas para uso imediato.

Sobre o Cietec
Um dos mais importantes centros incubadores do país, o Cietec foi criado em abril de 98 por um convênio entre a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, o Sebrae-SP (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo), a USP (Universidade de São Paulo), o IPEN (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares) e o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas). O centro incubador é uma nova forma de incentivo ao desenvolvimento de tecnologia, muito popular no exterior e que está a cada dia se fortalecendo mais no Brasil. Seu objetivo é incubar empreendimentos de base tecnológica de forma a ampliar o índice de sobrevivência e a competitividade dessas empresas, objetivando o crescimento da economia brasileira, o aumento da geração de empregos qualificados e de melhores resultados na balança comercial brasileira. Site: www.cietec.com.br

GLOSSÁRIO
Incubadoras: Instituições que se destinam a apoiar empreendedores, criando condições para o crescimento de suas empresas. As incubadoras oferecem serviços especializados, orientação, espaço físico e infra-estrutura técnica, administrativa e operacional.

Incubadas: empresas constituídas (ou empreendedores) que dominam uma tecnologia e têm interesse em desenvolver seu produto ou serviço na Incubadora. É necessário que disponham de capital mínimo assegurado para o início da operação e tenham previsão de obter faturamento em até 12 meses após a instalação.


Fale com a gente

Nossos projetos inspiram pessoas e negócios a se moverem rumo ao futuro. Quer ser um cliente do Grupo Trama Reputale? Entre em contato com a gente!

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Somos uma equipe de especialistas em construir engajamento e confiança, e estamos sempre procurando novas habilidades, desafios e oportunidades.

Cultura e Carreira

Deseja trabalhar conosco? Envie seu currículo!

  • Solte arquivos aqui ou
    Tipos de arquivo aceitos: pdf, Máx. tamanho do arquivo: 10 MB.
    • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

    Se você é jornalista ou influenciador digital e precisa conversar com algum dos nossos clientes, temos o canal para isso.

    Conheça nossa sala de imprensa

    Ou então selecione diretamente a empresa desejada: