Voltar para sala de imprensa

Empresa desenvolve porcelana nacional em laboratórios da USP

Diante das dificuldades em importar por causa da alta do dólar, a Dynamis, empresa especializada na venda de materiais e massa plástica para a produção de porcelana, decidiu investir em pesquisas e desenvolver no Brasil produtos com qualidade idêntica a dos importados. Com o apoio do Centro Incubador de Empresas de Tecnologia (Cietec), a empresa desenvolveu nos laboratórios Escola Politécnica da USP produtos com tecnologia nacional e acaba de anunciar o lançamento de cinco tipos diferentes de esmaltes para porcelana com preços 30% menores do que os importados. As soluções já atraíram a atenção de grandes empresas como a Natura.

A expectativa é que até o final deste ano, sejam lançadas ainda diversas massas e cerca de 50 tipos de esmaltes com preços bem inferiores aos importados. A iniciativa resolveu um problema enfrentado por diversos segmentos da indústria: o aumento do custo da matéria-prima importada. A fundadora da Dynamis, Nilzziette de Melo Rodrigues, explica que toda matéria-prima usada pela indústria brasileira de porcelana era importada. “Importávamos desde barbotina líquida, esmaltes e massa plástica, mas com a alta do dólar deixávamos de ter um preço competitivo e perdíamos cada vez mais mercado. Diante da situação, resolvemos partir para a produção nacional”, explica a empresária.

O passo inicial para a fabricação própria foi dado com a parceria estabelecida com os especialistas da área de cerâmica, prof. dr. Douglas Gouvêa, professor do departamento de engenharia metalúrgica e de materiais da Escola Politécnica, Ricardo Castro e Paulo Marcos, doutorandos em engenharia cerâmica. Assim, a Dynamis pôde realizar suas pesquisas nos laboratórios e oficinas da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). “Nossas pesquisas tiveram resultados excepcionais. Conseguimos reproduzir com tecnologia 100% nacional a mesma translucidez, alvura e textura dos materiais importados”, explica o professor Douglas Gouvêa.

Para entrar no mercado, a empresa buscou parcerias com a Indústria de porcelanas Teixeira e participa, desta maneira, nas vendas dos produtos. Outro segmento em que a Dynamis aposta é o artístico. “Pretendemos ter como principal foco o mercado de artistas plásticos. Vendemos materiais de boa qualidade para artistas com preços mais acessíveis, por exemplo, R$ 6 por litro de barbotina, enquanto o importado sairia por R$ 20”, afirma Nilzziette.

Além dos cinco tipos de esmaltes que chegam ao mercado em abril, a Dynamis pretende lançar até o final do ano um total de 50. Em 2002, a empresa realizou um trabalho para Natura, em parceria com a Cores da Terra, que consistiu na venda de esmalte para aplicação de um rechô de cerâmica vendido pela empresa de cosméticos como dica de presente de final de ano.

Sobre a Dynamis
Fundada em 96, a empresa fabrica massas e esmaltes cerâmicos de alta qualidade para serem vendidos para produtores de cerâmicas artísticas e de louça, além de prestar serviços no desenvolvimento de produtos exclusivos. Um dos produtos de destaque, exclusividade na América do Sul, é a massa de porcelana de osso (boné china) feita à base de pó de ossos bovinos. A meta é atender o mercado brasileiro e futuramente o mercado externo.

Para o setor artístico, a empresa pretende investir em design de peças de porcelana e reproduções de obras. Consultoria e cursos de aplicações de materiais serão parte da gama de serviços prestados pela incubada.

Sobre o Cietec
Um dos mais importantes centros incubadores do país, o Cietec foi criado em abril de 98 por um convênio entre a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, o Sebrae-SP (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo), a USP (Universidade de São Paulo), o IPEN (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares) e o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas).

O centro incubador é uma nova forma de incentivo ao desenvolvimento de tecnologia, muito popular no exterior e que está a cada dia se fortalecendo mais no Brasil. Seu objetivo é incubar empreendimentos de base tecnológica de forma a ampliar o índice de sobrevivência e a competitividade dessas empresas, objetivando o crescimento da economia brasileira, o aumento da geração de empregos qualificados e de melhores resultados na balança comercial brasileira.

Descrição: Porcelana desenvolvida pela Dynamis tem qualidade equivalente à importada.

Tamanho: 203 KB
Clique aqui para ver a imagem ampliada

Fale com a gente

Nossos projetos inspiram pessoas e negócios a se moverem rumo ao futuro. Quer ser um cliente do Grupo Trama Reputale? Entre em contato com a gente!

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Somos uma equipe de especialistas em construir engajamento e confiança, e estamos sempre procurando novas habilidades, desafios e oportunidades.

Cultura e Carreira

Deseja trabalhar conosco? Envie seu currículo!

  • Solte arquivos aqui ou
    Tipos de arquivo aceitos: pdf, Máx. tamanho do arquivo: 10 MB.
    • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

    Se você é jornalista ou influenciador digital e precisa conversar com algum dos nossos clientes, temos o canal para isso.

    Conheça nossa sala de imprensa

    Ou então selecione diretamente a empresa desejada: