Sala de Imprensa

Kearney

Esta é a sala de imprensa da Kearney. Aqui você encontra press releases sobre as novidades da marca, além dos principais resultados em veículos de comunicação e canais de influenciadores conquistados pela equipe de assessoria de imprensa da Trama Comunicação.

Ver perfil

A Kearney é uma das maiores consultorias globais de gestão estratégica. Com presença em mais de 40 países, nossas pessoas nos fazem quem somos. Somos indivíduos que se divertem tanto com aqueles com quem trabalhamos quanto com o trabalho que realizamos em si. Sob a proposta de sermos a diferença entre uma grande ideia e faze-la acontecer, nós ajudamos nossos clientes a alcançarem o sucesso.

Como será o processo de produção em 2030

A.T. Kearney analisa como as empresas e governos poderão acelerar a criação de valor com tecnologia e inovação

 

São Paulo, 19 de junho de 2017 – A A.T. Kearney, consultoria de gestão de negócios, com mais de 90 anos de trajetória global e uma das 4 maiores do mundo, está divulgando neste mês mais um estudo desenvolvido em parceria com o Fórum Econômico Mundial na iniciativa Shaping the Future of Production, que tem como principal objetivo preparar empresas e países para acelerar a criação de valor nos processos de produção.

Tecnologias disruptivas que vão desde produção aditiva até inteligência artificial estão transformando todos os sistemas globais de produção e gerando uma nova onda de concorrência entre produtores e países. Elas impactam e alteram todos os passos e processos de produção e, como resultado, transformam produtos, a demanda dos consumidores, os processos e footprints de fábricas e o gerenciamento de cadeias globais de fornecedores.

A produção impacta de forma significativa nossa estrutura econômica em escala local, regional e global, nos níveis e natureza do emprego. Coletivamente, os setores que utilizam processos de produção sempre foram uma importante fonte de crescimento econômico para nações desenvolvidas e emergentes, gerando empregos bem pagos para uma força de trabalho altamente qualificada e continuam a ser o foco dominante de inovação e desenvolvimento na maior parte dos países.

A trajetória da produção, especialmente até 2030, é profundamente incerta. No núcleo dessas incertezas estão questões relacionadas aos avanços em tecnologias que são centrais para mudar a produção incluindo soluções analíticas, Inteligência Artificial, Internet das Coisas, robótica e automação, dispositivos vestíveis e manufatura 3D. “Como essas tecnologias irão evoluir, em qual ritmo irão ser incorporadas aos processos de produção e qual importância assumirão nesses processos ainda é incerto”, detalha Carlos Higo, sócio da A.T. Kearney no Brasil e responsável pelo estudo localmente.

O mundo multilateral no qual vivemos, caracterizado por competição global, levanta muitas questões referentes à estabilidade e segurança. Diversas tensões regionais ressurgiram como os movimentos terroristas globalizados e mudaram todo o cenário global. “Mesmo com todos esses desafios, o objetivo do estudo é desenvolver visões de como as sociedades podem formatar o futuro da produção para gerar prosperidade, oportunidades, sustentabilidade ambiental e progresso social”, explica Higo.

O estudo coletou opiniões de 400 participantes de várias fontes, posições e regiões geográficas. Ele busca refletir perspectivas globais, regionais e locais para refinar os principais direcionamentos e explorar o máximo de visões e resultados. São quatro cenários propostos: Disruptivo, Deteriorado, Inibido e Enfraquecido

1 – Cenário Disuptivo: transformação da produção

Em 2030 estaremos na 4ª. Revolução Industrial com todas as oportunidades e desafios que isso implica. A hiperconvergência de tecnologias já está acontecendo. Máquinas com inteligência artificial integrarão processos humanos de forma automática e, em alguns casos, com maior eficiência. Chegaremos ao nível da “superinteligência artificial”. Internet das coisas estará em todos os dispositivos, chegando a 300 milhões de unidades, a impressão 3D será um processo básico nos grandes ciclos de produção. Todos esses componentes juntos resultarão num renascimento da tecnologia e em altíssimos níveis de produtividade e eficiência. É o fim da massificação. Todas essas tecnologias ubíquas permitirão a entrega de produtos e serviços totalmente customizados em tempo real.

2- Cenário Deteriorado: impacto na produção

Ataques cibernéticos massivos podem impactar seriamente a infraestrutura crítica de várias empresas e mostrar como os sistemas globais são vulneráveis a esse tipo de ameaças. O alto preço de toda a evolução tecnológica que iremos atingir custará a perda de segurança, erosão da privacidade, preocupações com estabilidade e processos de produção interrompidos. Internet das coisas e Inteligência artificial podem ser usadas como brechas para esses grandes ataques, com altíssimo nível de vulnerabilidade.

3- Cenário Inibido – estratificação da produção

O populismo e o protecionismo se intensificam e fazem com que empresas e países retrocedam em movimentos que geram estagnação. Em alguns países mais radicais, os Governos irão deportar trabalhadores de outros países e imigrantes. O livre comércio entra em queda e as grandes empresas fecham suas unidades em países menores, concentrando investimentos onde tem certeza de que terão retorno garantido. Apesar das novas tecnologias, os preços domésticos dos produtos são muito altos e ninguém possui renda para consumo. Está formado o espectro de uma nova crise econômica global.

4- Enfraquecido – redirecionamento da produção

O aquecimento global se torna mais severo, gerando uma forte deterioração das condições ambientais em nosso planeta e um aumento de dois graus nas temperaturas médias em todo o globo. Os desastres naturais são constantes e a mudança climática afeta diretamente a agricultura. Mais de 125 milhões de pessoas, vindas em grande parte de pequenas propriedades rurais, estarão abaixo da linha de pobreza. Os países se preocupam muito mais com sua produção local do que com o comércio global. A nova economia, dirigida por nativos digitais que perderam a confiança nos governos e instituições econômicas, é conduzida para um modelo distribuído de governança, no qual o poder volta para o nível local. As cadeias globais de produção e fornecedores tornam-se locais e regionais. A produção tem como meta de sobrevivência o consumidor local.

Para mais informações e acesso à integra do estudo clique em: https://www.atkearney.com/operations/future-of-production

A Kearney é uma consultoria global líder em gestão de negócios, com 91 anos de operação e atuação em mais de 40 países. É uma empresa dirigida por seus sócios, comprometidos em ajudar os clientes e gerar impactos imediatos, aumentando as vantagens competitivas em seus desafios mais críticos. O foco da consultoria é atuar como parceira estratégica dos clientes na obtenção de benefícios reais em projetos de curto e longo prazos. Os diferenciais da Kearney são ampla escala global, diversidade de recursos e excelência em todos os processos. A Kearney possui uma cultura distinta que transcende as fronteiras organizacionais e geográficas. Não importa qual a localização ou posição, todos os consultores da Kearney são visionários, acessíveis e apaixonados por projetos inovadores.

Sobre a empresa

Empresa: Kearney

Site: https://www.kearney.com

Atendimento à imprensa

Atendimento: Fernanda Angelo
E-mail: fernanda@tramaweb.com.br
Telefone: (11) 3388-3040

 

Fale Conosco

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Font Resize