Voltar para sala de imprensa

BGE Médica lança primeiro aparelho nacional localizador de nervos que aumenta índice de acerto de anestesia

Cerca de 53% mais barato que o concorrente importado, o aparelho foi desenvolvido nas instalações do Cietec – Centro Incubador de Empresas Tecnológicas. Equipamento já está sendo utilizado pelo Hospital das Clínicas de São Paulo.

José Carlos Borges e o E2107São Paulo, 12 de dezembro de 2003 – O primeiro aparelho nacional localizador de nervos motores para a aplicação de anestesia regional ou local durante procedimentos cirúrgicos está sendo lançado no país. O Neuro Estimulador E2107 foi desenvolvido pela BGE Médica no Centro Incubador de Empresas Tecnológicas (Cietec), onde a empresa está instalada na modalidade de residente. A versão nacional vai propiciar uma redução de preço superior a 50% em relação ao similar importado.

O diretor da BGE Médica, José Carlos Corrêa Borges, afirma que um localizador de nervos fabricado no exterior custa em média R$ 3.000,00, já o E2107 é vendido por R$ 1.400,00. “Temos a melhor relação custo-benefício e ainda oferecemos assistência técnica local”, destaca Borges. Uma das primeiras instituições a adotar o E2107 é o Hospital das Clínicas de São Paulo. O produto foi doado pela BGE para o Hospital em setembro último.

Aparelho aumenta índice de acerto de anestesia
A maior utilização do equipamento é em procedimentos cirúrgicos, antes da aplicação de anestesias regionais, em sua maioria, na localização do nervo plexo braquial. Os principais consumidores são anestesistas que trabalham em parcerias com ortopedistas e cirurgiões de mão.

O diretor da BGE Médica explica que o uso do localizador aumenta o índice de acerto na aplicação da anestesia de 70% para 95%. “O equipamento permite que o anestésico seja utilizado com segurança e precisão na região desejada, evitando lesões”, completa Borges.

Funcionamento
O aparelho é usado em conjunto com agulhas isoladas que o posicionam corretamente. Sua função é gerar pulsos de corrente projetados para a localização de nervos periféricos (motores ou mistos) e plexos, pela excitação elétrica dos mesmos e observação da contração muscular correspondente.

Segundo o diretor da BGE, o equipamento pode ser utilizado em operações na mão, cabeça, pescoço e microcirurgias. “O E2107 é de fácil operação, com indicação clara das características do pulso de estimulação. Além disso, é compacto, de manuseio simples e compatível com diversos tipos de agulha”, afirma.

BGE Médica
A BGE Médica atua no projeto, fabricação e comercialização de equipamentos médico-hospitalares, bem como de componentes para os mesmos. Sua equipe de projeto e desenvolvimento conta com mais de 30 anos de experiência, com participação em diversos projetos (de instituições e empresas): circulação Assistida (Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia), Oxigenadores de Sangue (Braile Biomédica®), Marcapassos Cardíacos (Medtronic®), Estimuladores Neuro-musculares (BGE®), Equipamentos de Anestesia (Oxigel®). Seus principais produtos são estimuladores neuro-musculares para uso intra-cirúrgico e sensores ultra-sônicos para a detecção de bolhas de ar em bombas de infusão.

Glossário:

Anestesia – estado de total ausência de dor e outras sensações durante uma operação, exame diagnóstico ou curativo. Ela pode ser geral, isto é, para o corpo todo; ou parcial, também chamada regional, quando apenas uma região do corpo é anestesiada. Sob o efeito de uma anestesia geral, o paciente dorme. Com anestesia regional ele pode ficar dormindo ou acordado, conforme a conveniência, embora parte de seu corpo fique anestesiada.

Aplicação da anestesia – é aplicada por especialistas, que cursaram seis anos da Faculdade de Medicina e mais dois ou três anos de curso de especialização, no mínimo. Estes médicos não só aplicam a anestesia, como também cuidam do paciente durante toda a operação e além dela. Controlam Pressão Arterial, Pulso, Ritmo Cardíaco, Respiração, Temperatura e outras funções orgânicas importantíssimas. Cuidam de tudo para que o paciente esteja sem sofrimento, seguro e para que o cirurgião possa fazer o trabalho com tranqüilidade. Ele fica ao lado do paciete durante todo o tempo da cirurgia.

Anestesia Local – uso de anestésico local, aplicado somente no local da cirurgia.

Anestesia Regional – uso de anestésico local em área de abrangência maior em relação à região do corpo onde será realizada a cirurgia (exemplo: raquianestesia para cirurgia de varizes).

Anestesia Geral – o paciente fica inconsciente. Pode ser aplicada por via intramuscular, endovenosa ou inalatória (através da respiração, o anestésico é inalado e entra no organismo pelos pulmões).

(Fonte: Sociedade Brasileira de Anestesiologia – www.sba.com.br)


Fale com a gente

Nossos projetos inspiram pessoas e negócios a se moverem rumo ao futuro. Quer ser um cliente do Grupo Trama Reputale? Entre em contato com a gente!

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Somos uma equipe de especialistas em construir engajamento e confiança, e estamos sempre procurando novas habilidades, desafios e oportunidades.

Cultura e Carreira

Deseja trabalhar conosco? Envie seu currículo!

  • Solte arquivos aqui ou
    Tipos de arquivo aceitos: pdf, Máx. tamanho do arquivo: 10 MB.
    • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

    Se você é jornalista ou influenciador digital e precisa conversar com algum dos nossos clientes, temos o canal para isso.

    Conheça nossa sala de imprensa

    Ou então selecione diretamente a empresa desejada: