Voltar para sala de imprensa

Pesquisa revela que cerca de 30% das crianças brasileiras apresentam sobrepeso ou obesidade

O maior estudo sobre obesidade infantil realizado no país em uma única cidade e faixa etária aponta que pelo menos uma entre três crianças de 7 a 10 anos apresenta sobrepeso ou obesidade. O levantamento foi realizado entre setembro e dezembro do ano passado com 10.821 estudantes de escolas públicas e privadas da cidade de Santos, em SP, pela Universidade São Marcos, com apoio da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e a Secretaria Municipal da Saúde da Prefeitura do Município de Santos.

Os dados indicam que 15,74% dos pequenos apresentam sobrepeso e 17,97% são obesas. Segundo o coordenador da pesquisa, o médico Mauro Fisberg, a parcela de crianças com excesso de peso supera muito a taxa de 5% considerada aceitável para todas as faixas etárias.

Os resultados são alarmantes, segundo Fisberg, porque as crianças com este perfil são potenciais candidatas s sofrer, na idade adulta, doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão, problemas nos ossos e articulações e até câncer. “Cerca de 40% das crianças obesas e 80% dos adolescentes obesos serão adultos obesos”, complementa.

A pesquisa revela ainda que há maior incidência da obesidade nas escolas particulares e nos meninos. Na rede privada, 25,04% dos alunos são obesos, enquanto nas instituições de ensino públicas este número cai para 15,5%. O problema afeta cerca de 20,34% das crianças do sexo masculino e 15,78% do sexo feminino.

O médico alerta que o cenário brasileiro ainda não é tão grave quanto o norte-americano, mas já é maior que o europeu. “A Organização Mundial de Saúde estima que, em 2030, 100% da população dos EUA seja obesa, caso os hábitos alimentares não sejam alterados”.

A causa para o excesso de peso na infância, de acordo com o médico, é comportamental. “Os brasileiros incorporaram hábitos que nunca foram seus, como o fast-food e a livre substituição, ou seja, comer qualquer coisa a qualquer hora”. Ele observa que o problema deve começar a ser combatido pelos pais, dentro de casa. “Não adianta culpar a cantina da escola e atribuir a responsabilidade às instituições de ensino. Nós estamos deixando de lado a educação em casa”, avalia.

Próxima pesquisa
A Universidade São Marcos em parceria com a Unifesp vai iniciar uma segunda pesquisa do gênero com escolas públicas e privadas de São Paulo, com apoio do ILSI Brasil (International Life Science Institute), uma instituição que reúne governo, indústria e universidades, para investigações em Saúde e Nutrição. A pesquisa é parte das atividades da Força Tarefa de Controle de Peso e Atividade Física. A previsão é que os resultados sejam divulgados no próximo ano.

Sobre a Universidade São Marcos

A Universidade São Marcos foi fundada em 1970, com a inauguração da primeira unidade na região do Ipiranga, em São Paulo. Hoje, além de 7 unidades do campus em São Paulo, a instituição mantém um campus em Paulínia, região de Campinas. Ao todo, a Universidade oferece 23 cursos de graduação nas áreas de humanas, exatas, ciências e saúde e vários cursos de pós-graduação e extensão.

Descrição: Os resultados são alarmantes, segundo o coordenador do levantamento, porque as crianças com este perfil são potenciais candidatas a sofrer, na idade adulta, doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão, problemas nos ossos e articulações, entre outras.

Tamanho: 352 KB
Clique aqui para ver a imagem ampliada

Fale com a gente

Nossos projetos inspiram pessoas e negócios a se moverem rumo ao futuro. Quer ser um cliente do Grupo Trama Reputale? Entre em contato com a gente!

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Somos uma equipe de especialistas em construir engajamento e confiança, e estamos sempre procurando novas habilidades, desafios e oportunidades.

Cultura e Carreira

Deseja trabalhar conosco? Envie seu currículo!

  • Solte arquivos aqui ou
    Tipos de arquivo aceitos: pdf, Máx. tamanho do arquivo: 10 MB.
    • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

    Se você é jornalista ou influenciador digital e precisa conversar com algum dos nossos clientes, temos o canal para isso.

    Conheça nossa sala de imprensa

    Ou então selecione diretamente a empresa desejada: