Voltar para sala de imprensa

Especialista mundial em marketing educacional afirma: publicidade em massa não dá resultados para instituições educacionais

Neste mês de junho é mês de formatura nas escolas de ensino médio, graduação e pós-graduação dos EUA. É a época em que os diretores de matrículas estão na expectativa de alcançar a meta de inscritos para a entrada na instituição de ensino superior. Em meio a mais de 4 mil universidades norte-americanas, cada uma se questiona como conquistar a atenção dos alunos mais inteligentes e que tenham condições de arcar com a anuidade.

Durante o I Congresso Brasileiro de Marketing e Comunicação para Instituições de Ensino, a norte-americana Karen Fox, considerada a maior especialista mundial em marketing educacional, ressaltou a importância de estabelecer uma comunicação individual com o aluno para conseguir sucesso dentro desta realidade. “Hoje as instituições têm de conhecer muito bem seu público-alvo. Não dá mais para se basear somente no sexo e idade dos clientes em potencial, é necessário saber também suas preferências. E isso vale também para o Brasil”, afirma.

Karen Fox complementa que são necessários dados concretos para falar com o aluno certo. “E não vale o jogo da adivinhação. A pesquisa é instrumento fundamental”. Ela lembrou ainda sobre a necessidade da segmentação, pois nem toda a instituição pode atender a todo o tipo de aluno.

Durante sua apresentação, a palestrante traçou um panorama do marketing educacional nos EUA. Há 20 anos, o marketing educacional era totalmente desconhecido. As instituições tinham um número adequado de alunos e não precisavam pensar nisso. “Mas a situação mudou não só nos EUA como em todo o mundo e atualmente 90% das IES norte-americanas investem no setor”, acrescenta. Segundo ela, o que surpreende naquele país é que até as universidades públicas têm que fazer marketing porque elas dependem fundos do governo para complementar as mensalidades modestas pagas pelos alunos.

Ensino Superior é investimento a longo prazo
“Assim como no Brasil, o grande problema das instituições norte-americanas é o reduzido número de
de excelentes alunos capazes de arcar com a anuidade”, ressalta. Embora as pessoas possam comprar 10 pares de sapato, poderão escolher somente uma universidade para ingressar. “E esta escolha é muito cuidadosa porque é um alto investimento”, acrescenta.

Cada uma das instituições deve se apresentar e se fazer conhecer, mas antes, a especialista aconselha às instituições se conhecerem primeiro para depois se comunicar ao mercado. “O consultor de marketing tem papel fundamental neste processo. Ele é como um terapeuta e a instituição deve ter confiança para contar seus problemas, além dos pontos fortes, para obter sucesso na comunicação”, avalia.

É preciso lembrar ainda que tudo numa escola comunica: seus jardins, seu professor, a maneira de vestir e de agir dos alunos. “Os donos de instituições não podem se preocupar somente com seus vídeos e folhetos. É isso é possível a partir de uma comunicação integrada de marketing”, salienta.

Perfil da Karen Fox
Co-autora do livro “Marketing Estratégico para Instituições Educacionais”, considerada por muitos a “bíbila” do marketing na Educação, juntamente com Philip Kotler, Karen Fox é professora titular de Marketing na Universidade de Santa Clara, na Califórnia. Formou-se pela Universidade de Stanford, com mestrado na Harvard School of Education, na Kellog Graduate Scholl of Management e Ph.D pela Universidade de Stanford. Fox leciona disciplinas ligadas a marketing gerencial, marketing de serviços e marketing internacional.

Karen Fox reúne, em seu currículo profissional, mais de vinte anos de experiência em Marketing, lecionando na Universidade de Santa Clara, no Vale do Silício, onde seus estudantes de MBA vem sendo integrados ao time de empresas como Intel, Apple, IBM, Sun, Cisco, Oracle, Netscape, grandes centros tecnológicos. Desde 1995, Karen Fox tem se engajado na realização de pesquisas e lecionando na Rússia, aplicando seus estudos no mercado russo.

Sobre o SEMESP

O SEMESP é uma entidade sindical de representação legal da categoria econômica das mantenedoras de ensino superior particular localizadas no Estado de São Paulo. Fundada em 15 de fevereiro de 1979, a instituição é presidida pelo Prof. Gabriel Mário Rodrigues – cuja gestão vai até 2005 – e reúne 330 mantenedoras, que representam 380 instituições entre faculdades, centros universitários e universidades.

No rol dos serviços prestados às mantenedoras, o SEMESP registra o estudo, coordenação, proteção e representação legal da categoria; a assistência judiciária e o acompanhamento de toda a legislação,; orientação e assistência educacional com comentários especiais; celebração de contratos e convenções coletivas de trabalho; o desenvolvimento da solidariedade social; e um banco de dados com os números oficiais do setor. A entidade promove, ainda, diversos eventos de interesse para a área educacional.

Sobre a Hoper Comunicação & Marketing Educacional

A Hoper Comunicação & Marketing Educacional é uma empresa que atua na área de consultoria voltada às instituições de ensino há 13 anos. Com mais de 120 instituições atendidas por todo o Brasil, é a primeira empresa especializada em marketing educacional e criação publicitária para Instituições de Ensino. Possui uma equipe de consultoria que conta com diversos profissionais atuantes no mercado nacional de educação, abrangendo as áreas de comunicação, marketing, planejamento estratégico, recursos humanos, gestão e relações internacionais para as instituições de ensino.

Descrição:Karen Fox durante sua apresentação no I Congresso Brasileiro de Marketing e Comunicação para Instituições de Ensino.

Tamanho: 360 KB
Clique aqui para ver a imagem ampliada

Fale com a gente

Nossos projetos inspiram pessoas e negócios a se moverem rumo ao futuro. Quer ser um cliente do Grupo Trama Reputale? Entre em contato com a gente!

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Somos uma equipe de especialistas em construir engajamento e confiança, e estamos sempre procurando novas habilidades, desafios e oportunidades.

Cultura e Carreira

Deseja trabalhar conosco? Envie seu currículo!

  • Solte arquivos aqui ou
    Tipos de arquivo aceitos: pdf, Máx. tamanho do arquivo: 10 MB.
    • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

    Se você é jornalista ou influenciador digital e precisa conversar com algum dos nossos clientes, temos o canal para isso.

    Conheça nossa sala de imprensa

    Ou então selecione diretamente a empresa desejada: