Sala de Imprensa

Casa Hope

Esta é a sala de imprensa da Casa Hope. Aqui você encontra press releases sobre as novidades da marca, além dos principais resultados em veículos de comunicação e canais de influenciadores conquistados pela equipe de assessoria de imprensa da Trama Comunicação.

Ver perfil

Com 23 anos de atuação, a Casa Hope é uma instituição filantrópica que apoia crianças e adolescentes portadores de câncer e transplantados de medula óssea, fígado e rins. A eles são oferecidos moradia, alimentação, transporte (para hospitais, aeroportos e rodoviárias), assistência social e psicológica, medicamentos, vestuário, escolarização, terapia ocupacional, cursos de capacitação profissional, recreação dirigida, passeios culturais e festas comemorativas
A organização fez mais de 26 mil atendimentos biopsicossociais e educacionais em 2018. Desde a sua fundação, mais de 8 mil pessoas, entre pacientes com câncer, transplantados e familiares, já foram hospedadas na casa. Para mais informações sobre a instituição, acesse www.hope.org.br ou entre em contato por telefone (11) 5056-9700.

casa hope

Coronavírus: novo cenário econômico faz Casa Hope perder doadores

“Instituição declara preocupação diante do impacto da pandemia na economia, uma vez que atua de forma 100% filantrópica e tem nas doações sua principal fonte de recursos para continuar possibilitando o atendimento a mais de 100 crianças diariamente em tratamento contra o câncer”

casa hope

Os hóspedes pedem apoio para continuarem seus tratamentos

São Paulo, maio de 2020 – A chegada da pandemia do novo coronavírus no Brasil fez muitas organizações do terceiro setor sentirem rapidamente o impacto na economia. Nesse sentido, o avanço da Covid-19 abalou as finanças de muitos contribuintes da Casa Hope, que deixaram de ser doadores mantedores nesse período. A instituição, que é 100% filantrópica, oferece apoio a crianças e adolescentes portadores de câncer e transplantados.

Diante desse cenário, Cláudia Bonfiglioli, fundadora e presidente da Casa Hope, explica porque o atendimento às crianças e adolescentes precisa continuar. “Nossos atendidos se enquadram no grupo de risco, devido ao quadro de imunidade muito frágil vindo do próprio tratamento oncológico e medicamentos imunossupressores. Eles já estão passando por um momento delicado da vida e não podem se expor a nenhum risco. Entendemos as dificuldades de todos, mas a vida dessas pessoas depende do apoio recebido aqui, para que possam continuar a sua luta contra o câncer em segurança”, comenta.

Em concordância, Silvana Soares da Silva, mãe de Talles Simão da Silva, que está em tratamento contra o câncer, conta que se sentiu acolhida e muito agradecida pela existência da instituição. A hóspede mora com seu filho na Casa Hope e relata que a ONG foi fundamental, inclusive, em um período pós-operatório.

“Estamos longe de familiares, então, isso aqui é tudo para mim e para todas as mães que estão com seus filhos doentes e precisam de ajuda. Não podemos segurar uns nas mãos dos outros nesse momento de luta contra o Covid-19, mas conseguimos unir nossos corações e pensamentos. Precisamos muito de ajuda para nos mantermos e superarmos essa fase. Juntos somos fortes”, afirma Silvana.

Dados: queda nas doações

A Agência do Bem fez um levantamento sobre o impacto do coronavírus no terceiro setor e, segundo os dados desse estudo, 83% das ONGs consideram o risco de fecharem as portas em um curto prazo por estarem sofrendo uma queda de mais de 50% em suas arrecadações desde o início da pandemia.

Medidas de prevenção adotadas pela Casa Hope

Por se tratar de uma instituição séria, que abriga pessoas pertencentes ao grupo de risco, a Casa Hope elaborou um sistema de rodízio para colaboradores com funções essenciais, enquanto os demais trabalham em home office. Além disso, as visitas, eventos, bazares e as vendas da loja online foram temporariamente suspensas. Também está em curso uma reorganização do sistema de alojamento, a fim de que fiquem apenas uma criança e acompanhante por quarto, ao invés de dois. Além disso, os cuidados com higiene ficaram ainda mais rigorosos.

Outra iniciativa que está acontecendo é a Com-Vida2020, na qual a equipe técnica da ONG, composta por psicólogos, terapeutas e assistentes sociais, estão produzindo máscaras caseiras de proteção que visam combater a proliferação do vírus. Feitas em tecido, elas são necessárias para ajudar a locomoção de todos os pacientes, acompanhantes e colaboradores da entidade aos hospitais paulistas nesse momento de dificuldade.

Como ajudar sem sair de casa
Outra opção é acessar a loja virtual da instituição: https://casahopestore.lojavirtual.com.br/. O site conta com diversas opções como livros, pelúcias e itens de papelaria. Além disso, a ONG conta com a camiseta “Eu abraço esta causa! Casa Hope”, desenvolvida especialmente para captação de recursos diante do impacto econômico da pandemia.

Balanço Social: conheça os principais números da Casa Hope
Somente no ano de 2019, a Casa Hope recebeu 776 hóspedes, número que contempla tanto os pacientes quanto um responsável por cada. No total, eles somam mais de 28 mil atendimentos diferentes, sendo 14.501 biopsicossociais e 13.756 atividades educacionais.

Além disso, a instituição serviu mais de 164 mil refeições e proporcionou mais de 30 mil deslocamentos. Também forneceu itens de higiene pessoal, educação escolar, peças de vestuário, medicamentos, cursos de capacitação profissional, cestas básicas, festas comemorativas, oficinas culturais, esportes e orientação em saúde.

Com 23 anos de atuação, a Casa Hope é uma instituição filantrópica que apoia crianças e adolescentes portadores de câncer e transplantados de medula óssea, fígado e rins. A eles são oferecidos moradia, alimentação, transporte (para hospitais, aeroportos e rodoviárias), assistência social e psicológica, medicamentos, vestuário, escolarização, terapia ocupacional, cursos de capacitação profissional, recreação dirigida, passeios culturais e festas comemorativas
A organização fez mais de 26 mil atendimentos biopsicossociais e educacionais em 2018. Desde a sua fundação, mais de 8 mil pessoas, entre pacientes com câncer, transplantados e familiares, já foram hospedadas na casa. Para mais informações sobre a instituição, acesse www.hope.org.br ou entre em contato por telefone (11) 5056-9700.

Atendimento à imprensa

Atendimento: Paloma Funduklian

Email: paloma@tramaweb.com.br

Telefone: +55 11 3388-3053

Gerente: Eri Yoshiy

Email: eri@tramaweb.com.br

Telefone: +55 11 3388-5572

Fale Conosco

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.