Voltar para sala de imprensa

Entenda como o uso de computadores pessoais para trabalhar fomenta o crescimento de ciberataques no Brasil

Somente no País os casos aumentaram 23% de acordo com o último relatório da Panorama de Ameaças 

Com a difusão do home office nos últimos anos, diversas pessoas precisaram adaptar a forma como trabalhavam nos escritórios para dentro de suas casas. Embora esse modelo ofereça inúmeras vantagens, é preciso estar atento aos fatores que trazem riscos para a cibersegurança do usuário e para a funcionalidade da máquina.  

O uso do mesmo computador tanto para o uso pessoal quanto para as atividades corporativas pode custar muito mais caro do que se for realizado um investimento em equipamentos exclusivos para tais finalidades. De acordo com um estudo feito pela Intel em parceria com a Microsoft, mais de 200 empresas demonstraram que o custo de manter um PC com quatro anos ou mais pode sair 2,3 vezes mais alto para as companhias do que investir em modelos novos. 

Alto investimento em computadores exclusivos para trabalho 

No entanto, para empresas que ainda estão se estruturando, dispor de um maquinário próprio para ser utilizado na casa dos funcionários pode ser uma realidade distante, sobretudo, para o acompanhamento desses equipamentos e para o fornecimento do suporte necessário.  

 ” Além da compra dos equipamentos, é preciso que a empresa esteja pronta para oferecer o suporte local ou a distância. Esse tipo de serviço costuma ser um gasto que empresas emergentes não conseguem incluir em seus caixas, por isso, a locação e terceirização desses serviços pode ser uma boa solução’’, explica Renan Torres, vice-presidente da Arklok.  

Prato cheio para hackers 

Ainda que os computadores domésticos estejam em boas condições e não apresentem sinais de lentidão, é comum que os sistemas das máquinas não recebam atualizações frequentes e que não sejam compatíveis com os programas utilizados nas jornadas de trabalho. No entanto, o maior risco fica para a segurança dos dados, com a falta de monitoramento e proteção contra vírus e malwares, todas as informações acessadas e armazenadas na máquina se tornam vulneráveis.  

“De todos os problemas, usar o mesmo equipamento para ambas as atividades, com certeza é o que mais preocupa as empresas. Desde que houve a migração para o home office, os ciberataques aumentaram, o que com certeza pode acarretar inúmeros prejuízos para as companhias”, ressalta Renan Torres.  

De acordo com o relatório anual “Panorama de Ameaças 2021”, divulgado pela Kaspersky, o número de ciberataques contra empresas e pessoas cresceu em toda a América Latina. No Brasil, os casos aumentaram 23% nos oito primeiros meses de 2021 em comparação com o ano anterior. Os dados levam em conta os 20 malwares mais populares do momento, que totalizaram 481 milhões de tentativas de infecção, uma média de 1.395 bloqueios por minuto.  

Segurança que gera economia 

Entre os fatores que fomentam o aumento, a fragilidade da segurança no trabalho remoto ganha destaque. No início da pandemia as empresas não tiveram tempo de preparar os equipamentos, o que prejudicou consideravelmente a questão da segurança digital. No entanto, o home office já se tornou parte do cotidiano dos brasileiros e inúmeras possibilidades para a resolução dessas vulnerabilidades já estão disponíveis no mercado.   

“Investir em segurança é primordial para empresas de qualquer porte, principalmente pelo aumento de ataques a dispositivos móveis. É indiscutível que o home office aumenta o risco de exposição, então é preciso que os cuidados com a proteção sejam redobrados. Separar as máquinas de acordo com o seu uso é um bom começo para evitar gastos e dores de cabeça maiores”, enfatiza o vice-presidente da Arklok. 


Fale com a gente

Nossos projetos inspiram pessoas e negócios a se moverem rumo ao futuro. Quer ser um cliente do Grupo Trama Reputale? Entre em contato com a gente!

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Somos uma equipe de especialistas em construir engajamento e confiança, e estamos sempre procurando novas habilidades, desafios e oportunidades.

Cultura e Carreira

Deseja trabalhar conosco? Envie seu currículo!

  • Solte arquivos aqui ou
    Tipos de arquivo aceitos: pdf, Máx. tamanho do arquivo: 10 MB.
    • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

    Se você é jornalista ou influenciador digital e precisa conversar com algum dos nossos clientes, temos o canal para isso.

    Conheça nossa sala de imprensa

    Ou então selecione diretamente a empresa desejada: