Sala de Imprensa

Kearney

Esta é a sala de imprensa da Kearney. Aqui você encontra press releases sobre as novidades da marca, além dos principais resultados em veículos de comunicação e canais de influenciadores conquistados pela equipe de assessoria de imprensa da Trama Comunicação.

Ver perfil

A Kearney é uma das maiores consultorias globais de gestão estratégica. Com presença em mais de 40 países, nossas pessoas nos fazem quem somos. Somos indivíduos que se divertem tanto com aqueles com quem trabalhamos quanto com o trabalho que realizamos em si. Sob a proposta de sermos a diferença entre uma grande ideia e faze-la acontecer, nós ajudamos nossos clientes a alcançarem o sucesso.

Brasil deixa a lista dos 25 principais destinos de investimento estrangeiro direto, segundo ranking da A.T. Kearney

Esta é a primeira vez desde que o Índice Global de Confiança Para Investimentos Estrangeiros (FDI Global Index) foi criado, em 1998, que o País não figura no ranking; em 2012 e 2013, chegou a ocupar a 3ª colocação

A consultoria de alta gestão A.T. Kearney, uma das quatro maiores do mundo, acaba de divulgar a edição 2019 de seu índice global de confiança para investimentos estrangeiros diretos (Foreign Direct Investments – FDI Global Index) feito anualmente junto as maiores empresas multinacionais. O Brasil, que chegou a figurar entre os top 5 da lista entre 1998 e 2013, este ano volta a cair e deixa a lista dos 25 principais destinos de capital estrangeiro.

Em 2016, o País figurava em 12º no ranking. No ano seguinte, caiu para a 16ª colocação, e em 2018 perdeu mais nove posições, aparecendo em 25º lugar. “Em 2019 deixamos o ranking dos 25 principais países do Índice Global de Confiança para investimentos estrangeiros diretos”, lamenta Mark Essle, sócio da A.T. Kearney no Brasil. “Entre 2017 e 2018, o impeachment de Dilma Rousseff, a Operação Lava Jato e a incerteza sobre as eleições presidenciais contribuíram para o declínio. Ainda assim, o fluxo de investimentos estrangeiros diretos (IED) no País aumentaram 4%”, recorda. “Agora deixamos a lista de intenções futuras de investimento. Isso reforça a ideia de que viver apenas de commodities é perigoso”, analisa. “O investimento estrangeiro direto é um dos maiores aceleradores de desenvolvimento para uma economia. O Brasil precisa virar esse jogo pelo bem de todos”, afirma Mark Essle. “A agenda de Paulo Guedes e Jair Bolsonaro está apontada para melhorias de competitividade, desburocratização e simplificação dos impostos, mas é preciso caminhar já e a passos largos para voltarmos ao radar dos investidores até 2022.”

Índice de confiança

Estados Unidos, Alemanha, Canadá e Reino Unido encabeçam a edição 2019 do ranking, com a França ultrapassando Japão e China para ocupar o quinto lugar. Fonte: 2019 A.T. Kearney Foreign Direct Investment Confidence Index

Mercados desenvolvidos

O FDI aponta que os mercados desenvolvidos estão novamente entre aqueles com maior índice de confiança para investimentos estrangeiros diretos, apesar de os investidores reconhecerem riscos crescentes. Segundo a análise, essas economias respondem por 22 das 25 primeiras colocadas do ranking. Esta é a maior representatividade já registrada pelos países desenvolvidos.

Apesar dos investidores seguirem otimistas em relação à economia global, com 62% deles afirmando estarem mais otimistas do que estavam no ano passado, especialmente em relação à região da Ásia e Pacífico e Europa e Eurásia, o índice representa uma queda quando comparado aos 66% que se diziam mais otimistas em 2018, em relação a 2017. “Esta também foi a primeira queda no otimismo econômico global desde 2016”, destaca Essle.

Outros destaques

O estudo da A.T. Kearney aponta ainda outros destaques:

 

  • Estados Unidos ocupam a primeira colocação do ranking pelo sétimo ano seguido;
  • Alemanha sobre uma posição e retoma a segunda colocação, enquanto o Canadá cai para terceiro lugar;
  • China cai para a mais baixa colocação na história do índice, ocupando o sétimo lugar. Ainda assim, é o primeiro país emergente do ranking;
  • Os únicos países emergentes no ranking são China (7), Índia (16) e México (25);
  • Pela primeira vez na história do índice, as cinco primeiras posições são ocupadas por economias desenvolvidas;
  • Os países que mais ganharam posições no ranking em relação a 2018 são todos mercados emergentes médios na Europa: Dinamarca (+6), Espanha (+4), Áustria (+3) e Bélgica (+3);
  • Brasil e Portugal são os dois países que deixaram o ranking de 2018 para 2019.

 

A Kearney é uma consultoria global líder em gestão de negócios, com 91 anos de operação e atuação em mais de 40 países. É uma empresa dirigida por seus sócios, comprometidos em ajudar os clientes e gerar impactos imediatos, aumentando as vantagens competitivas em seus desafios mais críticos. O foco da consultoria é atuar como parceira estratégica dos clientes na obtenção de benefícios reais em projetos de curto e longo prazos. Os diferenciais da Kearney são ampla escala global, diversidade de recursos e excelência em todos os processos. A Kearney possui uma cultura distinta que transcende as fronteiras organizacionais e geográficas. Não importa qual a localização ou posição, todos os consultores da Kearney são visionários, acessíveis e apaixonados por projetos inovadores.

Sobre a empresa

Empresa: Kearney

Site: https://www.kearney.com

Atendimento à imprensa

Atendimento: Fernanda Angelo
E-mail: fernanda@tramaweb.com.br
Telefone: (11) 3388-3040

 

Fale Conosco

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Font Resize